F1: AlphaTauri 'usa' Albon para treinar Tsunoda e melhorar sua comunicação

Piloto tailandês, que correu pela equipe italiana, foi convocado para dar conselhos ao jovem japonês e extrair suas qualidades

F1: AlphaTauri 'usa' Albon para treinar Tsunoda e melhorar sua comunicação

Yuki Tsunoda entrou na fase final de sua temporada de estreia na Fórmula 1, na qual ele começou bem com um nono lugar, mas o japonês de 21 anos não manteve a regularidade. A carga de erros aumentou e ele também completou algumas corridas muito difíceis. Isso já levou à medida que teve de se mudar para a Itália, para que more mais perto da fábrica da AlphaTauri e possa passar mais tempo com engenheiros.

Nas últimas semanas, a escuderia também vem tentando estimular o desenvolvimento do piloto de outra forma. Alexander Albon está sendo 'usado' para isso pela equipe e a Red Bull. O tailandês atuou pela AlphaTauri por meia temporada em 2019, antes de ser promovido para o time principal. Lá, teve um período difícil, em que não conseguiu garantir uma vaga permanente. Ele perdeu seu assento no final de 2020, embora tenha permanecido como reserva desde então.

Leia também:

O mesmo Albon agora usaria sua própria experiência para ajudar Tsunoda em sua adaptação à F1. Ele não atua como um verdadeiro treinador de pilotos, mas dá alguns conselhos sobre a comunicação com base em sua própria experiência. A sensação predominante é que a velocidade e a capacidade de corrida já estão lá em Tsunoda, mas ainda há trabalho a ser feito para colocá-las em prática.

A AlphaTauri também espera que, com a ajuda de Alex, consiga transmitir melhor e mais eficazmente as suas sensações no carro aos seus engenheiros, com a escuderia acreditando que o japonês pode realmente dar esse passo.

Ele foi informado desde o início que seu contrato seria prorrogado e que será companheiro de Pierre Gasly novamente em 2022. Além disso, de acordo com o chefe Franz Tost - que tem anos de experiência no treinamento de jovens talentos na antiga Toro Rosso - não é surpreendente que Tsunoda tenha cometido erros ocasionais este ano, já que tinha apenas dois anos de experiência internacional em monopostos antes de sua estreia na categoria máxima.

Nos Estados Unidos, Yuki teve um de seus melhores e mais tranquilos fins de semana do ano. O que levou a um belo nono lugar na corrida.

F1 - RESSURREIÇÃO: FERRARI mais PRÓXIMA de alcançar POTÊNCIA do motor MERCEDES? Entenda a teoria

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #141 – É o fim da linha para Mercedes e Hamilton após GP dos EUA?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

compartilhar
comentários
F1: Wolff teme que disputa entre Hamilton e Verstappen acabe "como nos anos de Senna e Prost"
Artigo anterior

F1: Wolff teme que disputa entre Hamilton e Verstappen acabe "como nos anos de Senna e Prost"

Próximo artigo

ANÁLISE: Entenda por que penalizações por troca de motor são "mal necessário" para a F1 apesar de críticas

ANÁLISE: Entenda por que penalizações por troca de motor são "mal necessário" para a F1 apesar de críticas
Carregar comentários