F1 anuncia extensão de contrato de Zandvoort até o final de 2025

Pista holandesa, com passado rico na F1, aproveita onda de sucesso de Max Verstappen

Max Verstappen, Red Bull Racing RB18

A Fórmula 1 confirmou que Zandvoort continuará a sediar o GP da Holanda e permanecerá no calendário por pelo menos mais três anos, após assinar uma extensão de contrato.

Aproveitando a onda de interesse em torno de Max Verstappen desde sua estreia em 2015, Zandvoort passou por mudanças e investimentos significativos para voltar aos padrões da F1 antes de sediar seu primeiro GP no ano passado, cujo retorno foi adiado por causa da pandemia.

Leia também:

A F1 anunciou na quinta-feira que havia finalizado um acordo com Zandvoort para permanecer no calendário pelos próximos três anos, o acordo vigorando até o final de 2025.

O GP da Holanda esteve pela primeira vez no campeonato mundial de F1 em 1952 e foi um dos pilares do calendário até 1985.

A pista tornou-se mais conhecida por eventos de nível europeu, incluindo a reunião do Masters of Formula 3, antes que os esforços para trazê-la de volta aos padrões da F1 se intensificassem após a estreia de Verstappen.

Zandvoort recebeu elogios de todo o paddock da F1 por sua abordagem para sediar a F1, garantindo que a experiência do torcedor seja complementada por muitos eventos fora da pista, bem como pela facilidade de acesso para os participantes da corrida.

Em maio, o chefe da Alfa Romeo F1, Frederic Vasseur, disse que achava que Zandvoort marcava uma “grande mudança” para a F1, focando “não apenas no show, mas em tudo o mais ao redor do GP”.

Uma multidão de 100.000 fãs compareceu à corrida deste ano, quando Max Verstappen conquistou uma vitória em casa após um desafio próximo do rival da Mercedes, Lewis Hamilton.

Mas os organizadores da corrida foram obrigados a retirar vários torcedores do circuito pelo uso de sinalizadores, que foram proibidos de entrar na pista.

A classificação teve que receber bandeira vermelha em um momento devido a um sinalizador lançado na pista, enquanto um segundo foi lançado durante o Q3 antes de rolar sob a parede do box.

Verstappen condenou o uso “bobo” e “estúpido” de sinalizadores, enquanto o chefe da Mercedes, Toto Wolff, disse que era decepcionante alguns “idiotas” terem estragado uma atmosfera elétrica.

“O ambiente é ótimo aqui”, disse Wolff. “O entusiasmo por Max inflamou o país inteiro e isso é perfeito de se ver. Minhas experiências são positivas com os fãs.”

Binotto na Audi? Saiba de novo rumor na F1

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #207 – ‘Era Verstappen’ tem prazo de validade na F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Conheça as músicas favoritas dos pilotos da F1 em 2022
Próximo artigo F1: Contra ultrapassagens ‘fáceis’, FIA quer encurtar zonas de DRS em 2023

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil