F1: Após decepção no Bahrein, Mercedes planeja mudança radical para carro de 2023

Diretor de engenharia destacou todos os problemas do W14 que ficaram ainda mais evidentes durante o GP do Bahrein

George Russell, Mercedes F1 W14

O diretor de engenharia da Mercedes na Fórmula 1, Andrew Shovlin, indicou que a equipe está procurando "mudanças radicais" para o problemático W14, carro desenvolvido para a temporada 2023. 

Leia também:

O chefe da equipe, Toto Wolff, prometeu no lançamento do carro no mês passado que um design revisado do sidepod já estava a caminho, um que faria o modelo se afastar do design de 'tamanho zero' herdado do W13 do ano passado.

Depois de um desempenho decepcionante no Bahrein, Wolff sugeriu que o conceito do carro não estava funcionando, e Shovlin confirmou que a equipe terá que olhar além das mudanças nos sidepods.

“As pessoas tendem a usar a palavra conceito quando se referem ao design do sidepod”, disse Shovlin no vídeo da Mercedes. “E Toto disse recentemente que estamos olhando para uma revisão que acontecerá nas próximas corridas de qualquer maneira e é claro que vamos olhar para coisas maiores e mudanças mais radicais."

"Mas essas mudanças levam tempo para se transformar em uma solução mais rápida no túnel de vento, você não pode fazê-las da noite para o dia. Há muito desenvolvimento que precisa fazer em torno de qualquer tipo de grande mudança na geometria."

“Claro, estamos olhando para onde podemos melhorar o carro, estamos procurando potencial para desenvolver e você verá mudanças visíveis no carro nas próximas corridas”.

Lewis Hamilton, Mercedes F1 W14

Lewis Hamilton, Mercedes F1 W14

Photo by: Mark Sutton / Motorsport Images

Questionado sobre o que a equipe aprendeu no Bahrein, Shovlin enfatizou que a Mercedes teve que se atualizar muito, especialmente no gerenciamento de pneus. "Em última análise, temos muito trabalho a fazer", disse ele. “Aquela diferença na classificação foi muito grande. Na corrida isso foi ainda maior."

“Isso foi agravado pelo fato de que, quando você começa a degradação do pneu, fica um pouco mais escorregadio, os pneus esquentam mais e você acaba achando muito difícil mantê-los sob qualquer tipo de controle. Há muito que precisamos entender, mas o principal é realmente superar essa degradação de longo prazo, que no ano passado foi um ponto forte para nós."

“Claramente, temos algo que não está no lugar certo e precisamos trabalhar, mas, no final das contas, a outra coisa é a diferença de desempenho. O ritmo bruto do carro não é bom o suficiente. Estamos trabalhando muito no momento para entender o que podemos fazer no futuro de curto e médio prazo para tentar nos colocar em um lugar melhor."

Shovlin disse que a equipe está reagindo bem ao início de temporada decepcionante.

“É um começo de ano muito difícil e, depois da temporada que tivemos em 2022, certamente não desejávamos esse tipo de início desafiador. Mas todos foram muito rápidos em reconhecer esse problema. Sabemos que temos uma jornada difícil pela frente, mas estamos comprometidos em melhorar o carro, para tentar colocá-lo de volta na frente."

“Os pilotos estão muito envolvidos com isso e têm trabalhado muito bem juntos para tentar nos ajudar a desenvolver e melhorar o carro. É bom ver como todos são muito honestos sobre o desafio que temos pela frente, muito humildes sobre onde estamos e o que precisamos fazer para seguir em frente e comprometidos em encontrar soluções porque não estamos satisfeitos com nosso desempenho atual."

"Sabemos que isso não é bom o suficiente, mas faremos tudo o que pudermos para melhorá-lo."

Drive to Survive: saiba quais são os pontos positivos e negativos da nova temporada

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #220 - Fernando Alonso pode ser a 'salvação' da F1 em 2023?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Rivais da Mercedes esperam que equipe "acorde" em breve
Próximo artigo Horner: "Às vezes a F1 é como as Kardashians sobre rodas"

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil