F1: Aston Martin encontra "novas evidências" contra desclassificação de Vettel na Hungria

Alemão terminou corrida em Budapeste em segundo, mas foi excluído por não ter sido encontrado o mínimo de um litro de combustível no carro após a prova

F1: Aston Martin encontra "novas evidências" contra desclassificação de Vettel na Hungria

Aston Martin confirmou sua intenção de avançar com o apelo contra a desclassificação de Sebastian Vettel do GP da Hungria de Fórmula 1 no último domingo (1). Além disso, a equipe britânica solicitou um processo separado, o direito de revisão, e diz que "descobriu novas evidências significativas" que não estavam disponíveis no domingo de corrida.

A ação provavelmente ocorrerá antes de qualquer audiência, pois é possível que a decisão original seja alterada e envolverá os comissários que trabalharam em Budapeste.

Leia também:

Vettel foi excluído de seu segundo lugar após a FIA não conseguir recuperar a amostra necessária de um litro de combustível no carro para o teste pós-corrida. A fim de preservar as evidências, a organização apreendeu o carro do alemão e o transportou para suas instalações técnicas, na França.

Comunicada a decisão, a equipe entrou com recurso para, em 96 horas, considerar as suas opções e decidir se procede ou não.

Os dados da escuderia indicaram que, dada a quantidade de combustível no carro e o que foi registrado como usado pelo medidor de fluxo, deveria haver 1,74 litros restantes no tanque, mas apenas 0,3 puderam ser bombeados, deixando os outros 1,44 "desaparecidos".

O chefe da Aston Martin, Otmar Szafnauer, disse ao Motorsport.com na noite de domingo que acredita que a bomba de elevação falhou, comprometendo os esforços para tirar o líquido. Pensa-se que o apelo poderia se concentrar, em partes, no fato da equipe ter permissão para substituir a peça por uma nova, idêntica, e assim ter outra tentativa de retirar o combustível do carro.

Sebastian Vettel, Aston Martin, 2nd position, with his trophy

Sebastian Vettel, Aston Martin, 2nd position, with his trophy

Photo by: Glenn Dunbar / Motorsport Images

Um comunicado divulgado pela escuderia nesta quinta-feira (5) diz: "Após a corrida de Sebastian Vettel no GP da Hungria no domingo, ele foi desqualificado dos resultados quando uma amostra de 1,0 litro de combustível não foi retirada de seu carro depois da prova (um requisito conforme estabelecido no Regulamento Técnico da Fórmula 1 da FIA)."

"Não houve e não há nenhuma sugestão de que o Aston Martin do alemão se beneficiou de uma vantagem de desempenho da suposta violação regulatória, ou que foi deliberado."

"Como os dados da equipe indicavam que havia mais de 1,0 litro de combustível - 1,74 de acordo com os dados - o time imediatamente se reservou o direito de apelar e solicitou o direito de revisão junto ao procedimento de apelação, como resultado de ter descoberto novas evidências significativas relevantes para a sanção que não estavam disponíveis no momento da decisão da FIA."

URGENTE! VALENTINO ROSSI confirma APOSENTADORIA da MOTOGP ao final de 2021; relembre trajetória

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: A primeira metade do campeonato da F1 foi a mais incrível dos últimos anos?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Hamilton "orgulhoso" por camisa pró-LGBTQIA+ de Vettel na Hungria
Artigo anterior

F1: Hamilton "orgulhoso" por camisa pró-LGBTQIA+ de Vettel na Hungria

Próximo artigo

F1: Mercedes admite erro em não trocar pneus de Hamilton após bandeira vermelha na Hungria

F1: Mercedes admite erro em não trocar pneus de Hamilton após bandeira vermelha na Hungria
Carregar comentários