Aston Martin recebe investimento chinês de quase R$ 1,5 bilhão e ações disparam

Com acordo, montadora britânica recebe cerca de R$589 milhões para melhorar sua situação financeira; saiba mais

Lawrence Stroll, Owner, Aston Martin F1 Team

Em meio ao sucesso na Fórmula 1 2023 até o momento, com o segundo lugar do campeonato de construtores após a disputa de cinco dos 22 GPs da temporada, a Aston Martin tem um novo motivo para sorrir: a marca recebeu investimento de £234 milhões (cerca de R$1.451,94 bi) da Geely.

O editor recomenda:

É uma holding chinesa que fabrica automóveis e detém marcas como a sueca Volvo. Com isso, as ações do Grupo Aston Martin tiveram uma grande valorização, na casa dos 25%, nesta quinta-feira. A Geely agora detém 17% dos papéis da montadora britânica, sendo a terceira maior shareholder.

O sócio majoritário é o empresário Lawrence Stroll, cujo filho Lance corre ao lado do espanhol Fernando Alonso na equipe de F1. Depois do canadense, vem o Fundo de Investimento Público da Arábia Saudita. A Mercedes-Benz é a quarta shareholder, mas disse que pretende aumentar a participação acionária. Aliás, a Geely, em função dos termos do acordo recente, não poderá aumentar seus papéis na Aston Martin até agosto de 2024. 

Lawrence falou sobre o investimento da holding da China. "É mais um passo significativo para concretizar nossa ambição para a Aston Martin. A Geely vê um tremendo potencial para o crescimento e sucesso de longo prazo da Aston Martin.”

“Eles nos oferecem uma compreensão profunda do mercado de crescimento estratégico que a China representa, bem como a oportunidade de acessar sua gama de tecnologias e componentes”, acrescentou Stroll.

A Geely receberá 42 milhões de ações do consórcio Yew Tree, liderado por Lawrence, além de mais 28 milhões de novas ações e o direito de indicar um diretor para o conselho da Aston. Por sua vez, a marca terá acesso a £95 milhões (cerca de R$589 milhões) para melhorar sua situação financeira.

Binotto na Alpine? Ex-Renault, Rico Penteado comenta possibilidade e critica CEO da equipe

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #230 – Campeonato terá ‘revolução’ após começo da 'perna europeia' da F1 2023?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Por que Newey disse 'não' repetidas vezes à Ferrari
Próximo artigo F1 - Ralf Schumacher culpa Marko por Mick não assinar com AlphaTauri e dispara: "Tem problema com sobrenome Schumacher"

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil