F1: Binotto deixa de ser diretor técnico da Ferrari após reestruturação e segue apenas como chefe de equipe

compartilhar
comentários
F1: Binotto deixa de ser diretor técnico da Ferrari após reestruturação e segue apenas como chefe de equipe

Com isso, Binotto passa a focar exclusivamente nas funções relacionadas ao chefe de equipe

Na semana passada, a Ferrari anunciou uma reestruturação em sua área técnica da Fórmula 1, adicionando um novo departamento, o de Desenvolvimento de Performance. Com as mudanças, uma delas mexeu com a chefia da equipe: Mattia Binotto deixou de acumular a função de diretor técnico.

Binotto confirmou a informação no domingo, durante o GP da Grã-Bretanha, onde seus pilotos tiveram performances muito distintas: enquanto Charles Leclerc se aproveitou dos problemas de Bottas para subir ao pódio, Sebastian Vettel enfrentou seus próprios problemas ao longo do final de semana e foi apenas o décimo.

Leia também:

"Eu não sou mais diretor técnico agora, sou apenas chefe de equipe", disse Binotto. "Há muitas tarefas no gerenciamento de uma empresa, não há como fazer todas ao mesmo tempo".

"Mudamos recentemente nossa organização técnica em Maranello. Tínhamos que fazer isso. Não ocupo mais o papel de diretor técnico. Precisamos de pessoas responsáveis por cada área. Acho que conseguimos isso".

A reestruturação busca "conseguir um desenvolvimento de performance mais efetivo" ao "instituir uma cadeia de comando que é mais focada e simplificada, promovendo aos chefes de cada departamento os poderes necessários para atingir seus objetivos".

O departamento de desenvolvimento de performance é supervisionado por Enrico Cardile, que serviu como chefe de aerodinâmica e gerenciamento de projeto de carro da equipe.

"Uma mudança de direção foi necessária para definir claramente as responsabilidades e viabilizar o progresso do trabalho, reafirmando a fé da empresa em seus talentos", disse Binotto na semana passada. "O departamento de Enrico Cardile contará com a experiência de Rory Byrne e engenheiros reconhecidos como David Sanchez. Será a base para o desenvolvimento do carro".

"Acreditamos que o pessoal da Ferrari está no nível mais alto e não temos que invejar nossos rivais quanto a isso, mas precisamos fazer uma mudança decisiva, aumentando o nível em termos de responsabilidade para os chefes de departamento".

PÓDIO: Hamilton vence com três rodas em GP da Grã-Bretanha maluco

PODCAST: Bastidores do futuro do GP do Brasil e os ambientes de F1 favoritos de Reginaldo Leme

 

Parafuso da embreagem é a causa por trás dos problemas que levaram Hulkenberg a não correr no GP da Grã-Bretanha

Artigo anterior

Parafuso da embreagem é a causa por trás dos problemas que levaram Hulkenberg a não correr no GP da Grã-Bretanha

Próximo artigo

F1: Pirelli lança "investigação completa" após falha dos pneus em Silverstone

F1: Pirelli lança "investigação completa" após falha dos pneus em Silverstone
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1