F1 - Brown sobre Hamilton x Verstappen: "Não me lembro de algo tão tóxico desde Senna e Prost"

CEO da McLaren fez um balanço da temporada 2021 afirmando que, mesmo com a disputa tóxica, a F1 se beneficiou da batalha entre os rivais

F1 - Brown sobre Hamilton x Verstappen: "Não me lembro de algo tão tóxico desde Senna e Prost"
Carregar reprodutor de áudio

"Às vezes nos odiamos", chegou a admitir Max Verstappen após a temporada 2021 da Fórmula 1 sobre seu duelo contra Lewis Hamilton. E para o chefe da McLaren, Zak Brown, por mais que a categoria tenha se beneficiado demais com a batalha entre os pilotos e suas equipes, Mercedes e Red Bull, a disputa era a mais tóxica que havia visto em 30 anos, desde o auge da rivalidade entre Ayrton Senna e Alain Prost.

"Foi um ano incrível do princípio ao fim", disse Brown, analisando a temporada que acabou em dezembro e explicando porque classifica o campeonato como "incrível" para os fãs. "Tivemos muitas histórias, começando pela luta entre Lewis e Max pelo título".

Leia também:

"Não me recordo de algo tão tóxico entre dois pilotos e equipes desde Senna e Prost", diz Brown sobre o duelo pelos títulos mundiais de 2021.

É certo que a F1 sempre teve batalhas muito apertadas em anos anteriores, como Hamilton e Felipe Massa em 2008. Mas nem antes, nem depois, nos duelos entre Fernando Alonso e Sebastian Vettel, por exemplo, que a luta pelo título havia sido sentida com tanta intensidade como no ano passado.

Foram sobretudo as "emoções" que tornaram essa batalha pelo título tão apaixonante. Os chefes de equipes, Christian Horner e Toto Wolff, além de Helmut Marko, também contribuíram a isso, analisou o CEO da equipe de Woking.

"Eles definitivamente chegaram a ter uma aversão um pelo outro", apontou. 

Mas a luta pelo título de 2021 não decepcionou na pista, com as mudanças no equilíbrio de poder. "Primeiro achávamos que a Mercedes ganharia. Aí Max dominou durante um tempo". Mas aí chegou o final da temporada e Hamilton voltou a se impor, com três vitórias consecutivas.

Segundo Brown, a temporada 2021 também se desenvolveu à margem do duelo pelo título, com "algumas surpresas" para além das duas equipes.

"Monza foi incrível porque a McLaren fez uma dobradinha", relembrou Brown com um sorriso no rosto, enquanto lembrou também da vitória da Alpine na Hungria. "A Aston Martin retrocedeu completamente. A Williams recuperou posições".

"Não acredito que a F1 já tenha sido tão emocionante. E acredito que a próxima será ainda melhor", com a chegada do regulamento novo e a estreia do GP de Miami.

MARI BECKER fala de PRAZER, REALIZAÇÃO e SUCESSO com F1 NA BAND: "Apresentei o esporte DE VERDADE"

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #155 - Piores da F1 2021: Quais pilotos/equipes decepcionaram? Masi é consenso?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1 - Russell: Ferrari virá "com fome" em 2022 após dois anos difíceis
Artigo anterior

F1 - Russell: Ferrari virá "com fome" em 2022 após dois anos difíceis

Próximo artigo

F1: Votação popular elege GP da Itália como melhor corrida de 2021; veja top 5

F1: Votação popular elege GP da Itália como melhor corrida de 2021; veja top 5