F1 considera uso de gamers para testar novas regras

Categoria planeja utilizar jogadores de videogame profissionais para desenvolver regras no mundo virtual e ver se mudanças funcionam entes de aplicar novidades no mundo real

F1 considera uso de gamers para testar novas regras
Carregar reprodutor de áudio

Com a Fórmula 1 seguindo na tarefa de avaliar para qual direção quer levar o esporte no futuro, o diretor esportivo da categoria, Ross Brawn, foca agora em como tornar as corridas mais interessantes.

Segundo Brawn, uma forma de garantir que não haverá erros ao introduzir conceitos aerodinâmicos ou regras novas que podem piorar a situação é testá-las antes.

O dirigente destacou que os jogos de corrida para videogames estão tão sofisticados hoje - com jogos como RFactor e rFPro sendo utilizados como base para alguns simuladores - que é possível testar algumas ideias com jogadores profissionais antes que elas sejam aplicadas no mundo real.

Durante o evento que a categoria organizou nesta quarta-feira (12) em Londres, Brawn disse: "Estamos buscando melhorias para as corridas no futuro e há uma comunidade enorme de pilotos virtuais espalhada por aí, com quem poderíamos avaliar ambientes diferentes e mudanças no modo como corremos."

"Eles poderiam nos dizer se as corridas melhoram ou não em tais testes. Na comunidade de corridas virtuais, se mudarmos as propriedades aerodinâmicas e colocarmos isso nas provas as disputas vão melhorar?"

"Isso não está tão distante dos simuladores que as equipes utilizam. Muitos times usam software criado a partir da indústria de games para dar um ambiente mais realístico para os simuladores. Estamos avaliando essa área", afirmou.

Brawn destacou ainda que uma das tarefas na qual a equipe dele trabalha é tentar entender qual o tipo de corrida que os fãs realmente querem.

"No momento, estamos tentando entender o que faz uma corrida ser boa", disse. "Não se trata apenas de ultrapassagens. Você pode ter uma corrida excelente e não ter ultrapassagens."

"Se você tiver dois carros lutando um contra o outro na maior parte da prova, você pode não ter ultrapassagens mas pode ser uma grande corrida. A proximidade desses carros é algo que torna uma corrida emocionante", ponderou.

"Estamos coletando todas as informações existentes para começar a construir uma visão do que torna as corridas excelentes, com emoção na pista, e quais circuitos constantemente proporcionam grandes corridas."

Jogo em tempo real

Brawn também deixou no ar que a F1 trabalha intensamente em um jogo virtual da categoria, no qual os fãs podem participar em tempo real de um GP.

"Uma das coisas que estamos considerando seriamente é ligar as corridas virtuais com as reais, como poderíamos criar um ambiente em que temos um evento real acontecendo e os fãs disputando uma prova virtual.

"Então, por exemplo, se um safety car é acionado na corrida real, eles precisam reagir a isso no mundo virtual. O potencial é enorme", completou.

compartilhar
comentários
Briatore descreve situação de Alonso: é como Messi sem time
Artigo anterior

Briatore descreve situação de Alonso: é como Messi sem time

Próximo artigo

Vandoorne em carro de Senna; veja a F1 nas ruas de Londres

Vandoorne em carro de Senna; veja a F1 nas ruas de Londres