F1: Domínio da Red Bull em 2020 diz pouco sobre GP de Abu Dhabi em 2021, diz Mercedes

Mas Andrew Shovlin admite que os fatores desconhecidos após a reforma da pista criam algumas preocupações

F1: Domínio da Red Bull em 2020 diz pouco sobre GP de Abu Dhabi em 2021, diz Mercedes

Lewis Hamilton e Max Verstappen se preparam para a decisão do título da Fórmula 1 2021 neste fim de semana em Abu Dhabi, onde o holandês teve uma performance muito dominante no ano anterior. Mas a Mercedes acredita que a performance da Red Bull no GP de Abu Dhabi do ano passado não deve ser usado como um indicador de ritmo para este domingo.

Pela primeira vez desde 1974, os dois rivais na luta pelo título chegam à etapa final empatados na pontuação, com quem chegar à frente no domingo ficando com o título. Enquanto a Mercedes vem de três vitórias consecutivas, a Red Bull mantém fresco na cabeça o fato de que Verstappen dominou em Yas Marina no ano passado.

Leia também:

Mas a Mercedes acha que as circunstâncias do ano passado foram únicas e não contam a real história de como os dois carros devem batalhar neste fim de semana.

Diretor de engenharia da Mercedes, Andrew Shovlin acredita que vários fatores se uniram no ano passado para que a equipe não entregasse seu potencial, dando a vantagem à Red Bull.

"No ano passado, Lewis havia recém-recuperado da Covid, e não tinha como ele estar no seu melhor. Não é algo fácil de se livrar. Nossa análise após o evento, algo que fazemos em todas as corridas, indicaram que nossos ajustes foram errados. Tivemos pneus de desenvolvimento lá e focamos neles".

"Ironicamente, havíamos vencido o campeonato e decidimos entender os pneus de 2021 em vez de focar na corrida do fim de semana. Acabamos chegando mal-preparados para a corrida com um carro que não tinha um bom balanço e isso nos custou".

Lewis Hamilton, Mercedes W12, 1st position, drives into Parc Ferme

Lewis Hamilton, Mercedes W12, 1st position, drives into Parc Ferme

Photo by: Steve Etherington / Motorsport Images

Mas enquanto a Mercedes estará focada na performance neste ano, Shovlin admite que há ainda algumas incertezas.

"Tivemos várias corridas boas em Abu Dhabi, mas alguns desconhecidos nos preocupam. Há várias áreas novas na pista e parece que a diferença de performance será forte. Pistas que pensávamos que iríamos bem, como Austin, não fomos, e na Arábia, vimos a Red Bull indo muito bem na volta lançada. Então há muitas preocupações".

"E há também o fato de serem os pneus mais macios, e esses podem ser complicados. São bem difíceis. Estamos tratando como um novo circuito. Sabemos o que precisamos, que temos que chegar e vencer".

Shovlin disse que a equipe e Hamilton estão preparados para o fim de semana, com extenso trabalho no simulador.

"Entre as corridas Lewis vai à fábrica, trabalhando no ajuste, aprendendo o circuito. É uma volta mais rápida agora, será consideravelmente mais rápido, sendo no geral uma corrida mais rápida, o que muda o balanço para as curvas. Mas muito segue igual. Conseguimos fazer um bom trabalho no simulador para entender".

F1 2021: Quem é FAVORITO ao título? Veja QUAIS PONTOS FAVORECEM Verstappen ou Hamilton em Abu Dhabi

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #151: Hamilton x Verstappen é a maior decisão da história da F1?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Todt pode voltar à Ferrari após saída da presidência da FIA, diz imprensa italiana
Artigo anterior

F1: Todt pode voltar à Ferrari após saída da presidência da FIA, diz imprensa italiana

Próximo artigo

F1: Marko pede desculpas por negar manobra de Verstappen na Arábia e projeta Abu Dhabi "mais favorável"

F1: Marko pede desculpas por negar manobra de Verstappen na Arábia e projeta Abu Dhabi "mais favorável"
Carregar comentários