F1: Marko pede desculpas por negar manobra de Verstappen na Arábia e projeta Abu Dhabi "mais favorável"

Consultor da Red Bull também reforçou o desejo de uma final de temporada limpa, sem polêmicas

F1: Marko pede desculpas por negar manobra de Verstappen na Arábia e projeta Abu Dhabi "mais favorável"

O sempre polêmico consultor da Red Bull na Fórmula 1, Helmut Marko, voltou atrás em seus comentários após o GP da Arábia Saudita, quando defendeu que Max Verstappen não havia feito um brake test em Lewis Hamilton em Jeddah, além de prometer um jogo limpo de parte de sua equipe em Abu Dhabi neste fim de semana.

Conhecido pelas posições fortes e comentários pouco filtrados, Marko precisou recuar no que havia dito após o GP em Jeddah. Em uma prova com polêmicas e incidentes, o consultor da Red Bull havia criticado a FIA e os comissários por julgar que sua equipe não era tratada da mesma forma que a Mercedes.

Leia também:

Os comentários de Marko foram motivados pela penalização de cinco segundos ao piloto na defesa contra Hamilton na curva 1 e principalmente a abertura de investigação após a batida. Pouco depois, Verstappen tomaria ainda mais dez segundos de punição, com os comissários julgando que havia cometido um brake test através de uma "frenagem errática".

"Nossos engenheiros estão preparando [a prova] de que Max foi consistente em sua frenagem, ele não fez um brake test como Hamilton acusa", disse Marko após o GP. "Aí ele bateu em nosso carro, cortou o pneu traseiro em dois pontos. Foi tão ruim que não pudemos mais atacar. Tivemos que reduzir".

"Essa foi a primeira coisa. Depois, na segunda largada, Hamilton estava mais de dez carros atrás. [Sebastian] Vettel foi punido na Hungria por isso. Mas com essa ele [Hamilton] pôde preparar melhor o pneu para a largada. Então ele pressionou Max, sem reação. Portanto, não sentimos que estamos sendo tratados da mesma forma".

Porém, o relatório dos comissários estabeleceu que Verstappen havia de fato freado na frente de Hamilton e que sua frenagem "errática" deveria ser penalizada.

Questionado novamente sobre o caso pelo F1Insider.com, Marko admitiu o erro e pediu desculpas: "No momento da entrevista, transmiti exatamente a informação que havia recebido dos engenheiros. Eles estavam errados, então peço desculpas".

Antes da batalha final pelo título em Abu Dhabi, a Red Bull insiste no desejo de que o confronto termine de forma limpa e sem polêmica.

"Com sorte, o triste capítulo da Arábia Saudita está encerrado. De qualquer forma, olhamos apenas para o futuro. Queremos vencer em Abu Dhabi e conquistar o título. Faremos de tudo para isso, mas não faremos nada desleal".

"Na Arábia Saudita já tínhamos o ritmo para bater Hamilton.  A pista de Abu Dhabi deve ser mais favorável para nós".

F1 2021: Quem é FAVORITO ao título? Veja QUAIS PONTOS FAVORECEM Verstappen ou Hamilton em Abu Dhabi

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #151: Hamilton x Verstappen é a maior decisão da história da F1?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Domínio da Red Bull em 2020 diz pouco sobre GP de Abu Dhabi em 2021, diz Mercedes
Artigo anterior

F1: Domínio da Red Bull em 2020 diz pouco sobre GP de Abu Dhabi em 2021, diz Mercedes

Próximo artigo

F1: Mercedes anuncia fim de parceria com patrocinadora acusada de envolvimento em tragédia no Reino Unido

F1: Mercedes anuncia fim de parceria com patrocinadora acusada de envolvimento em tragédia no Reino Unido
Carregar comentários