Fórmula 1 GP de São Paulo

F1: “É muito difícil de se reerguer”, diz Burti sobre má fase de Pérez

Ex-piloto de F1 é o comissário convidado da CBA para o GP de São Paulo

Luciano Burti

Mesmo com o terceiro lugar na corrida sprint do GP de São Paulo de Fórmula 1, Sergio Pérez está longe de viver um bom momento na temporada 2023. Com o vice-campeonato ainda ameaçado, o mexicano tenda terminar o campeonato de forma positiva. Mas, segundo o ex-piloto e comentarista Luciano Burti, dar a volta por cima não é nada fácil.

Em Interlagos neste fim de semana como comissário convidado da Confederação Brasileira de Automobilismo para o GP de São Paulo, Burti falou com exclusividade ao Motorsport.com sobre a temporada 2023 da F1.

Leia também:

Para o ex-piloto, o domínio de Max Verstappen, tricampeão com cinco corridas de antecedência, apaga um pouco a boa qualidade da temporada 2023.

“Se não fosse a Red Bull, seria uma das temporadas mais competitivas da história. Muito competitiva, você nunca sabe quem está ali como segunda força. Quem desequilibrou o ano não foi nem a Red Bull, foi o Verstappen.

Burti ainda analisou o momento vivido pelo companheiro de Verstappen, que tenta se recuperar a caminho de garantir o vice-campeonato.

“Esse lado da F1 eu conheço muito bem. Quando o piloto cai naquela vala de dificuldade, as coisas não encaixam, a autoconfiança vai embora. Realmente, por mais que você tenha experiência, a autoconfiança vai para o brejo. É difícil reerguer, é muito difícil”.

O comentarista do Grupo Globo ainda explicou como surgiu o convite da CBA para ocupar a vaga destacada pela FIA para a Confederação Nacional de cada país que recebe a F1.

“O Renan Guerra que me ligou, foi um convite via CBA, não pela FIA. É uma coisa natural. Eles estavam procurando alguém que tenha experiência de F1 e chegaram no meu nome, porque eu sou um dos que pode falar que tenho experiência no assunto”.

“É um convite sem uma pressão de ter que entregar algo. Eu estou preparado porque o que vale aqui é minha experiência”.

Burti pode estar estreando nessa posição na Fórmula 1, mas possui uma ampla experiência de fora da pista, trabalhando com a CBA na Stock Car.

“Quando eu falo que eu critiquei muito, eu critiquei nos dois sentidos”, disse Burti. “De criticar mesmo pra melhoras e de criticar inclusive para ajudar a melhorar. Eu trabalhei com o Stock Car e com a CBA. Eu e mais dois pilotos, o Nonô Figueiredo e o Felipe Maluí”.

“A gente tentava ajudá-los a melhorar o nível de comissário, o nível de segurança da pista. Então eu tinha já um pouquinho esse lado de querer agregar a parte dos comissários, da CBA, etc. Então, eu vou entender agora o outro lado”.

F1 AO VIVO: Verstappen vence e Interlagos entrega corrida sprint eletrizante | Q4

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #254 – O que esperar do GP de São Paulo, em Interlagos?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: "Absolutamente terrível", diz Verstappen sobre nova regra da FIA
Próximo artigo Sprints da F1 não funcionam para pilotos, fãs ou equipes, diz chefe da Red Bull

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil