F1 - Ex-companheiro dispara contra Alonso: "Joga jogos políticos"

 Jarno Trulli correu ao lado do bicampeão mundial na Renault em 2003 e 2004

F1 - Ex-companheiro dispara contra Alonso: "Joga jogos políticos"

Ex-companheiro de equipe de Fernando Alonso na Renault, Jarno Trulli disse que o espanhol "é o tipo de piloto que joga jogos políticos" e disparou: "Se ele pudesse tirar vantagem de alguma coisa, ele o faria."

Alonso retornou à Fórmula 1 oficialmente no GP do Bahrein, defendendo a equipe Alpine, depois de anunciar que deixaria a McLaren no final de 2018 e tiraria uma licença sabática.

Leia também:

Em seus dois anos fora da categoria máxima, o piloto, que faz 40 anos em 2021, venceu o Campeonato Mundial de Endurance com a Toyota, voltou às 500 milhas de Indianápolis e correu no Rally Dakar 2020.

Em entrevista ao podcast ‘Beyond The Grid’, o ex-companheiro de equipe de Alonso na Renault (2003 e 2004), Trulli, comentou sobre a motivação do bicampeão mundial em seu retorno à F1. 

"Ele é dez anos mais novo do que eu, mas ao contrário de mim, ele ainda está tão ansioso”, disse.

“Ele ainda está muito em forma e a paixão no carro ainda está lá."

"Não tenho dúvidas que ele está extremamente motivado. Esperemos que a Renault e a Alpine possam dar um bom carro a ele”.

Trulli falou ainda sobre a relação que tinha com o asturiano, que tem fama de ser inflexível ao lidar com seus companheiros de equipe, e revelou alguns traços da personalidade do bicampeão: "Estava sempre tentando moldar a equipe a si mesmo". 

“Ele é o tipo de piloto que joga jogos políticos. Se ele pudesse tirar vantagem de alguma coisa, ele o faria", disse.

“Você tem que respeitar isso de um piloto de ponta. Afinal, isso é o que os melhores fazem."

Alonso, que não teve um bom início na temporada de 2021 após ter que abandonar a prova em Sakhir devido a um superaquecimento dos freios traseiros, se mostrou feliz em estar de volta às pistas da categoria elite e disse estar confiante para as próximas corridas.

"Em primeiro lugar, foi ótimo voltar a correr na F1. O começo foi divertido, ganhamos algumas posições e tive boas batalhas com velhos colegas. Porém, foi desapontador não ver a bandeira quadriculada."

"O problema que tivemos depois da segunda parada foi nos freios traseiros, com a entrada de alguns detritos nos dutos, superaquecendo o carro."

"Olhando para a corrida, o pelotão do meio estava bem próximo, apenas alguns décimos de segundo mudava a ordem consideravelmente. Acho que será uma temporada interessante e competitiva. Vamos com tudo para Ímola", concluiu.

F1 AO VIVO: A verdade sobre motor Honda e tudo sobre o GP em Ímola com Rico Penteado | TELEMETRIA

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST – Quais são os pilotos mais carismáticos da F1, mas sem grandes resultados?

 

compartilhar
comentários
F1: Williams pode se concentrar no desempenho em vez da sobrevivência, diz Russell

Artigo anterior

F1: Williams pode se concentrar no desempenho em vez da sobrevivência, diz Russell

Próximo artigo

Hamilton exalta Bottas como companheiro de equipe: "Não há besteiras entre nós"

Hamilton exalta Bottas como companheiro de equipe: "Não há besteiras entre nós"
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Redação Motorsport.com