F1: Ferrari esperava "etapa melhor" no México apesar de retomar terceira posição no Mundial

Equipe italiana esperava bater de frente com Mercedes e Red Bull, mas se viu atrás inclusive de Pierre Gasly e a AlphaTauri

F1: Ferrari esperava "etapa melhor" no México apesar de retomar terceira posição no Mundial
Carregar reprodutor de áudio

Mattia Binotto disse que a Ferrari esperava "um final de semana melhor" no GP do México por não terem conseguido representar uma ameaça à Mercedes e Red Bull, apesar de terem retomado a terceira posição no Mundial de Construtores da Fórmula 1 em cima da McLaren.

Charles Leclerc e Carlos Sainz foram quinto e sexto respectivamente, fazendo com que a equipe italiana abrisse 13,5 pontos de vantagem para a rival no Mundial. A Ferrari vem se recuperando na disputa desde a dobradinha da McLaren em Monza, pontuando mais nas últimas provas.

Leia também:

Mas Binotto admitiu após a corrida que a Ferrari esperava ir melhor no México, tendo falhado ao não conseguir desafiar nem Red Bull nem Mercedes, além de não conseguir disputar diretamente com Pierre Gasly e a AlphaTauri pela quarta posição.

"Esperávamos um final de semana melhor em termos de performance mas, no geral, acho que como resultado para a equipe foi ótimo hoje. Ambos os pilotos colaboraram bem. Em termos de estratégia, fizemos o máximo em busca de alcançar Gasly, mas não foi possível".

"Em termos de pontos e campeonato, estamos em terceiro agora, 13,5 à frente da McLaren com quatro corridas pela frente. Então é uma batalha muito apertada. Certamente eles sofreram assim como na etapa anterior. Veremos no Brasil. Com sorte, consolidaremos o que vimos hoje".

A alta altitude do México fez com que as equipes usassem os pacotes aerodinâmicos de máximo downforce, uma área em que a Ferrari se deu bem em 2021, fazendo a pole em Mônaco.

Charles Leclerc, Ferrari SF21

Charles Leclerc, Ferrari SF21

Photo by: Steven Tee / Motorsport Images

Mas Binotto sente que a diferença para Mercedes e Red Bull acabou crescendo em comparação com etapas anteriores.

"Se olharmos para as últimas corridas, acho que tínhamos um ritmo bem mais próximo para as equipes de ponta. Por um tempo hoje, foi nove décimos. Então em termos de diferença para os carros de ponta, estamos atrás".

"Honestamente, esperava que no México, com a unidade de potência valendo menos, teríamos uma performance geral melhor, o que não aconteceu. Sofremos com performance na classificação, além de hoje. E o fato de que Gasly estava à nossa frente é um sinal".

"Certamente ele foi bem, então parabéns a Gasly e a AlphaTauri. Mas eu acho que hoje poderíamos ter terminado, ou pelo menos eu esperava terminar à frente da AlphaTauri e mais próximo dos melhores".

Leclerc e Sainz ficaram surpresos ao ver uma performance forte de Gasly e da AlphaTauri, com os dois não conseguindo acompanhar francês apesar das tentativas de dividir estratégias e o uso de ordens de equipe.

"Na classificação e na corrida a AlphTauri foi melhor do que esperávamos deles", disse Leclerc.

The Ferrari team on the pit wall

The Ferrari team on the pit wall

Photo by: Mark Sutton / Motorsport Images

"Comparado aos outros na corrida, eu diria que o stint de duros foi mais difícil do que esperado. Mas, no geral, bateu com o que esperávamos".

Sainz acrescentou: "Na quinta, eu queria deixar claro que, desde Mônaco, muito mudou, particularmente no desenvolvimento do carro das equipes de ponta. É possível notar que Mercedes e Red Bull têm uma distância maior do que a do início da temporada".

"A maior surpresa foi a AlphaTauri, que foi mais rápida que nós o final de semana todo. Mas em termos de nossa performance para os líderes, eles tinham a mesma distância de outras corridas, e essa pista apenas expôs onde estamos devendo. Mas, no geral, uma etapa positiva".

RETA FINAL: Hamilton 'se desculpa' com Bottas, Alonso usa Verstappen para 'cutucar' hepta e mais

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #144:  GP no Brasil será o mais decisivo dos últimos 10 anos?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: FIA está confiante que circuito de Jeddah ficará pronto a tempo do GP da Arábia Saudita
Artigo anterior

F1: FIA está confiante que circuito de Jeddah ficará pronto a tempo do GP da Arábia Saudita

Próximo artigo

F1: Leclerc e Sainz negam problemas com ordens de equipe da Ferrari no México

F1: Leclerc e Sainz negam problemas com ordens de equipe da Ferrari no México