F1: Ferrari evita quantificar ganhos de performance com novo motor

Mas equipe italiana afirma que está satisfeita com o que viu na estreia da unidade de potência atualizada

F1: Ferrari evita quantificar ganhos de performance com novo motor

Durante o GP da Rússia de Fórmula 1, a Ferrari estreou a tão aguardada atualização de seu motor, com um novo sistema híbrido, no carro de Charles Leclerc. E após uma avaliação inicial, o chefe da equipe, Mattia Binotto, estava relutante em colocar um número no ganho de tempo obtido com a novidade.

Segundo apurado, o novo motor traz um aumento de potência de menos de 10 cv, mas a Ferrari deixou claro, antes de sua introdução, que seu propósito maior era construir a fundação para a unidade de potência de 2022 e além.

Leia também:

Leclerc teve uma boa corrida de recuperação em Sochi, saindo do fundo e ocupando a terceira posição em um determinado momento, mas a chegada da chuva comprometeu sua performance ao ficar muito tempo na pista com slicks, caindo para 15º.

Falando após a corrida, o chefe da Ferrari disse que não queria colocar um número no tempo ganho com a atualização do motor, enfatizando que essa novidade se trata, principalmente, sobre planejamento para o futuro.

"Não, não quero quantificar. Acho que isso é algo confidencial para nós. É um passo em termos de performance, mas como Charles e Laurent [Mekies] já disseram, o mais importante para nós e que nos leva adiante o máximo possível com a nova tecnologia".

Mattia Binotto, Team Principal, Ferrari Mario Isola, Racing Manager, Pirelli Motorsport

Mattia Binotto, Team Principal, Ferrari Mario Isola, Racing Manager, Pirelli Motorsport

Photo by: Glenn Dunbar / Motorsport Images

"Certamente nos ajuda a olhar para 2022 em termos da experiência que podemos obter. Mas agora estou feliz que Charles já tem para o resto da temporada".

A Ferrari ainda introduzirá a novidade no carro de Carlos Sainz em algum momento do ano, levando o espanhol a largar do fundo do grid.

O diretor esportivo da Ferrari, Laurent Mekies, disse no sábado após a classificação que a equipe estava satisfeita com o que havia encontrado na nova unidade de potência, mas defendeu que ela não traz grandes mudanças.

A atualização vem como uma injeção de ânimo na Ferrari em meio à uma luta apertada contra a McLaren pelo terceiro lugar no Mundial de Construtores. No momento, apenas 17,5 pontos separam as duas, com vantagem para a britânica, a sete etapas do fim do ano.

F1: Muito além do “CALA A BOCA!” Saiba como NORRIS não fez MOLECAGEM ao ficar na pista e PERDER GP

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #133: O que poderia ser melhorado no documentário sobre Schumacher?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Mercedes e Red Bull não esperam novo domínio nas próximas corridas
Artigo anterior

F1: Mercedes e Red Bull não esperam novo domínio nas próximas corridas

Próximo artigo

F1: Horner provoca Wolff e diz que é "divertido" vê-lo nervoso

F1: Horner provoca Wolff e diz que é "divertido" vê-lo nervoso
Carregar comentários