F1: FIA não vê motivos para modificar zebras de Monza após acidente entre Hamilton e Verstappen

Michael Masi ainda explicou que Verstappen recebeu uma punição de posições no grid porque havia abandonado a prova

F1: FIA não vê motivos para modificar zebras de Monza após acidente entre Hamilton e Verstappen

O diretor de provas da Fórmula 1, Michael Masi, não vê motivos para modificar as zebras "salsichas" na primeira chicane de Monza após o acidente entre Lewis Hamilton e Max Verstappen no GP da Itália.

Os líderes do campeonato bateram no meio da prova de domingo, com Verstappen ficando sem espaço para passar Hamilton na primeira perna da chicane, acertando as zebras. O impacto lançou a Red Bull no ar, caindo em cima da Mercedes de Hamilton, com sua traseira acertando o capacete do heptacampeão.

Leia também:

Enquanto Hamilton elogiou o halo por salvá-lo de danos mais sérios, nomes do esporte levantaram questões sobre uma possível revisão da existência das "zebras salsichas" no local. Apesar de estarem ali com o propósito de evitar com que os pilotos cortem a curva, elas também podem servir como áreas de lançamento em caso de acidentes.

Mas Masi acredita que as zebras no local funcionaram como pretendido, e que vai do piloto decidir se vai persistir ou não com uma ultrapassagem, correndo o risco de bater em alguém ou fazer de modo mais seguro, evitando colocar o carro fora da pista.

"Naquela situação, acho que a zebra funciona muito bem naquela curva em particular. É uma decisão do piloto. Você pode atacar a zebra ou ir para a esquerda, como vimos em vários casos ao longo do fim de semana".

"Vários pilotos em situações similares no fim de semana optaram pela segunda opção".

Lewis Hamilton, Mercedes W12 and Max Verstappen, Red Bull Racing RB16B collide

Lewis Hamilton, Mercedes W12 and Max Verstappen, Red Bull Racing RB16B collide

Photo by: Jerry Andre / Motorsport Images

Verstappen foi julgado predominantemente culpado pelo incidente e foi punido com três posições para o GP da Rússia. Masi explicou que, como ambos os carros abandonaram, o incidente foi investigado após o fim da prova.

Se a situação fosse diferente, Verstappen teria recebido uma punição de tempo, assim como Hamilton após o choque com o rival em Silverstone, quando tomou 10 segundos.

"É preciso olhar isso tomando como base que, se eles tivessem continuado, teria sido uma penalização de tempo. Mas esse não foi o caso. Não dá para comparar com Silverstone. Aqui os dois carros abandonaram".

"Eles não puderam seguir para pagar a punição, então é convertido em posições, como foi acordado com todas as equipes. Isso sempre é aplicado em caso de abandono".

RETA FINAL: Caótica F1 na Itália, escalada da rivalidade Verstappen x Hamilton e glória de Ricciardo

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST - Bottas: piloto que deixou a desejar ou talento 'sacrificado'?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
Todt critica F1 por manter TL2 em etapas com corrida sprint: "Não faz sentido"

Artigo anterior

Todt critica F1 por manter TL2 em etapas com corrida sprint: "Não faz sentido"

Próximo artigo

F1: Red Bull não descarta parceria com Williams no futuro após contratação de Albon

F1: Red Bull não descarta parceria com Williams no futuro após contratação de Albon
Carregar comentários