F1: Foto vazada de Hamilton cria intriga sobre parque fechado após GP da Espanha; entenda

Nas redes sociais, fãs remetem caso de Hamilton ao de Verstappen no GP de São Paulo do ano passado

F1: Foto vazada de Hamilton cria intriga sobre parque fechado após GP da Espanha; entenda
Carregar reprodutor de áudio

Uma fotografia vazada mostrando Lewis Hamilton andando por trás da Red Bull de Sergio Pérez depois do GP da Espanha de Fórmula 1 vem criando intrigas sobre uma potencial quebra das normas de parque fechado, similar à de Max Verstappen em Interlagos no ano passado, com o holandês sendo multado em 50 mil euros após tocar na asa traseira da Mercedes do heptacampeão.

A imagem de Barcelona parece ter sido tirada algum tempo após a cerimônia de pódio, com os carros sendo movidos de seu local inicial de estacionamento, alinhados lado a lado no parque fechado. 

Leia também:

Um vídeo que surgiu nas redes depois parece mostrar Hamilton fazendo o máximo para evitar contato com a asa.

 

Hamilton foi convocado por um teste anti-doping de rotina imediatamente após a corrida, tendo que ir ao centro médico do circuito. Ao que tudo indica, a imagem foi feita enquanto ele voltava do teste, bem depois do fim da cerimônia de pódio.

Não está totalmente claro por esse ângulo se Hamilton realmente chegou a tocar a asa ou se simplesmente passou por trás do carro. Há também a questão do timing, se o regime de parque fechado ainda está em vigor neste momento, por mais que eles sejam retirados pelas equipes assim que liberados oficialmente pela FIA.

As ações de Verstappen no Brasil foram consideradas em contravenção com o Artigo 2.5.1 do Código Desportivo Internacional da FIA, que diz: "Dentro do parque fechado, apenas fiscais credenciados podem entrar. Não é permitido nenhuma operação, checagem, ajuste ou reparos a menos que autorizados por estes fiscais ou pelo regulamentos aplicáveis".

Naquela ocasião, a história ganhou ainda mais destaque pelo fato da asa traseira de Hamilton ter falhado o escrutínio pós-classificação, levando à sua exclusão do quali, forçando-o a largar de último na sprint do sábado.

Os fiscais examinaram imagens onboard de vários carros no parque fechado além do vídeo publicado por fãs nas redes sociais. Os comissários concordaram que, por mais que Verstappen tenha tocado na Mercedes, ele não aplicou nenhuma força na asa, sem contribuir para a falha que levou a não ser aprovada no escrutínio.

Mas eles deixaram claro que no veredito que Verstappen não deveria ter tocado o carro, multando-o em 50 mil euros.

"É claro para os comissários que os pilotos adquiriram um hábito de tocar os carros após classificações e corridas. Isso também foi parte da explicação de Verstappen, que foi simplesmente um hábito de tocar essa área do carro, que é um ponto de especulação entre as equipes [Mercedes e Red Bull] nas últimas corridas".

"Essa tendência geral, que parece ser indolor em sua maioria, não tem sido policiada de forma uniforme. De qualquer modo, é uma quebra do regulamento de parque fechado e tem potencial de dano significativo".

"Considerando o fato que não foi causado nenhum dano direto neste caso, na opinião dos comissários, e que não existe um precedente anterior para punições do tipo, de um lado; mas que é uma quebra do regulamento e tem potencial para consequências sérias no outro, os comissários determinam que a ação neste caso é uma multa de 50 mil euros".

"Os comissários notam ainda que a intenção é de que todas as equipes e pilotos notem que quebras futuras podem incluir penalizações diferentes dos comissários em casos similares".

A FIA acrescentou ainda mais alguma explicação no regulamento desportivo da F1 para este ano. O Artigo 60.5 determina que "os pilotos não podem interferir de modo algum nos protocolos de parque fechado".

Motorsport.com entrou em contato com a FIA para obter comentários sobre o caso.

VÍDEO: Qual é o melhor piloto da temporada 2022 da F1 até agora?

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST #178: Será o fim da linha para Vettel e Alonso na F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Dados sugerem que Bottas e Alfa Romeo podem surpreender em Mônaco
Artigo anterior

F1: Dados sugerem que Bottas e Alfa Romeo podem surpreender em Mônaco

Próximo artigo

Horner alerta F1 que equipes podem deixar de disputar GPs se teto orçamentário não for ajustado

Horner alerta F1 que equipes podem deixar de disputar GPs se teto orçamentário não for ajustado