F1: GP da Austrália deve ser adiado por causa da Covid-19; entenda

Restrições do país relacionadas ao combate à pandemia e nova variante do vírus impactam realização da prova

F1: GP da Austrália deve ser adiado por causa da Covid-19; entenda

A rodada de abertura da temporada de 2021 da Fórmula 1, na Austrália, deve ser adiada, apurou o Motorsport.com. O campeonato deste ano deveria começar com o GP em Melbourne, em 21 de março, mas, com o país ainda impondo restrições de viagem rígidas e em meio a temores globais sobre o surgimento de uma nova variante de Covid-19, as dúvidas têm crescido sobre a viabilidade da corrida.

O Motorsport.com apurou que o GP da Austrália está prestes a ser adiado para o fim de 2021, forçando uma possível reorganização das corridas no final do ano. Isso significa que o GP do Bahrein, agendado para 28 de março, está prestes a se tornar a abertura da temporada.

O editor recomenda:

De todo modo, um porta-voz da F1 disse ao Motorsport.com que a categoria "provou que podíamos voltar às corridas com segurança e entregou o que muitos pensavam ser impossível em março". 

As obras de construção do circuito temporário de rua em Albert Park, em Melbourne, normalmente começam no final de janeiro, mas a venda de ingressos para a corrida ainda não começou. Entende-se que um anúncio de adiamento do GP será feito ainda neste mês.

A Austrália adotou uma abordagem restrita para limitar a disseminação de Covid-19 desde o surto pandêmico, fechando suas fronteiras para não residentes logo após o cancelamento da corrida de F1 em março de 2020.

Regras estritas de quarentena estão em vigor desde março, impactando todas as chegadas na Austrália e aqueles que se deslocam entre os estados, de modo que todos tenham que passar duas semanas em hotéis designados para quarentena. Existem atualmente 279 casos ativos estimados na Austrália, enquanto houve aproximadamente 909 mortes no total resultantes de Covid-19.

Melbourne está se preparando para sediar seu primeiro grande evento internacional em quase um ano, com o torneio de tênis do Aberto da Austrália entre 8 a 21 de fevereiro. O Governo do Estado de Victoria já confirmou que todos os jogadores que participarão do torneio devem aderir à quarentena de duas semanas na chegada à Austrália para "garantir a segurança de todas as partes".

A F1 conduziu testes rigorosos para Covid-19 desde o início atrasado da temporada de 2020, garantindo que todo o pessoal do paddock presente nos eventos tenha um teste negativo antes de ser autorizado nos locais.

Os participantes do GP de Abu Dhabi foram obrigados a permanecer dentro de uma biosfera na Ilha de Yas Marina durante todo o evento final de 2020, garantindo que não viajassem para qualquer outro lugar na cidade-estado.

Se uma nova data for encontrada para a corrida na Austrália, isso forçaria uma provável reformulação do calendário no final da temporada, uma vez que a F1 já tem uma programação congestionada após as férias de meio de ano.

Os únicos finais de semana vagos no momento são nos dias 19 de setembro, 17 de outubro, 7 de novembro e 21 de novembro, deixando pouco espaço para a Austrália voltar ao calendário da F1.

Após o GP do Bahrein em 28 de março, a F1 deve realizar o GP da China, em Xangai, em 11 de abril, antes de um provável retorno à Europa para uma corrida a ser confirmada no dia 25 de abril.

O surgimento de uma nova variante de Covid-19 levou ao aumento do número de casos no Reino Unido - onde sete das 10 equipes da F1 estão baseadas - e a uma repressão de muitos países quanto a voos da Grã-Bretanha. A planejada abertura da temporada da Fórmula E em Santiago foi cancelada no mês passado, depois que o Chile fechou suas fronteiras com a Inglaterra.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Confira DEZ motivos para ficar ligado na temporada de 2021 da F1

PODCAST: Quem ou quais foram os maiores fiascos da F1 em 2020?

 

.

compartilhar
comentários
F1: Marko diz que vitória de Pérez não foi decisiva para Red Bull contratá-lo

Artigo anterior

F1: Marko diz que vitória de Pérez não foi decisiva para Red Bull contratá-lo

Próximo artigo

F1: Apesar de domínio, Mercedes ainda é assombrada por “pessimismo”, diz Wolff

F1: Apesar de domínio, Mercedes ainda é assombrada por “pessimismo”, diz Wolff
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Luke Smith