F1: GP do Catar ganha força para vaga em novembro no calendário de 2021

Categoria busca substitutos para os GPs do Japão e da Austrália visando manter temporada de 23 etapas

F1: GP do Catar ganha força para vaga em novembro no calendário de 2021

Com três etapas do segundo semestre canceladas, os GPs de Singapura, Japão e da Austrália, a Fórmula 1 ainda corre atrás de opções para preencher o total esperado de 23 corridas na temporada 2021. E, nesse contexto, o nome do Catar vem ganhando força para fazer sua estreia na categoria, como substituto da prova em Melbourne.

A etapa de Suzuka foi a mais recente a se juntar à lista de cancelamentos de 2021, além do Canadá no primeiro semestre, devido ao momento difícil vivido pelo país com a pandemia.

Leia também:

A F1 busca um substituto para o GP da Austrália, originalmente marcado para 21 de novembro. No calendário, a etapa aparece como "a confirmar".

Mas os planos seguem avançando para o Catar ocupar a vaga, recebendo seu primeiro GP de F1 em novembro, segundo múltiplas fontes, ajudando com o objetivo de manter um calendário de 23 etapas.

O Circuito Internacional de Losail possui uma licença de Grau 1 da FIA, necessário para receber a F1, e a pista já é tradicional no calendário da MotoGP, recebendo o mundial desde 2004. O local já recebeu também o Mundial de Superbike e o WTCC, mas não recebe uma categoria de monoposto de ponta desde a etapa de 2009 da GP2 asiária.

A possível adição do Catar ao calendário criaria uma sequência de corridas no Oriente Médio para fechar a temporada, com os GPs da Arábia Saudita (05 de dezembro) e de Abu Dhabi (12 de dezembro) confirmadas como as últimas do ano.

Apesar de avanços recentes, ainda restam questões sobre os GPs do México e de São Paulo, devido ao status dos países na lista vermelha do Reino Unido, enquanto Austin, que era visto como um local em potencial para uma rodada dupla em outubro, vivencia um aumento de casos e hospitalizações por conta da Covid-19.

A presença de países na lista vermelha cria um grande impacto nos arranjos de viagens das equipes. Quem retorna ao Reino Unido, casa de sete das dez equipes, vindo de um desses países, é obrigado a completar uma quarentena de dez dias em um hotel determinado pelo governo, independente do status de vacinação.

O GP da Turquia foi trocado de sua data original em junho após o país entrar na lista vermelha, mas a F1 explora opções para a corrida no Istambul Park, agora marcada para 03 de outubro, com a decisão final ainda a algumas semanas de distância.

F1: Conheça a INCRÍVEL história da PRISÃO de MIKA HAKKINEN horas antes do GP da Grã-Bretanha

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #124 – Qual piloto merece uma segunda chance na F1?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Planos ambiciosos da Alfa Romeo podem atrair os melhores pilotos
Artigo anterior

F1: Planos ambiciosos da Alfa Romeo podem atrair os melhores pilotos

Próximo artigo

Wolff e Lawrence Stroll são investigados por uso de informação privilegiada na compra de ações da Aston Martin

Wolff e Lawrence Stroll são investigados por uso de informação privilegiada na compra de ações da Aston Martin
Carregar comentários