F1: Hamilton ainda não testa carro de 2022 no simulador por mudanças em seu desenvolvimento

Segundo heptacampeão, curva de aprendizado da equipe com novo veículo é íngreme e muito variável nessa altura do ano

F1: Hamilton ainda não testa carro de 2022 no simulador por mudanças em seu desenvolvimento
Carregar reprodutor de áudio

Lewis Hamilton disse que o rápido progresso que a Mercedes está fazendo no desenvolvimento de seu carro de Fórmula 1 de 2022 significa que não há razão para ele experimentá-lo no simulador ainda. Embora haja duas corridas pela frente neste ano, as equipes estão trabalhando duro para garantir que seus designs para as novas regras sejam os mais avançados possíveis.

Enquanto alguns pilotos, como Lando Norris e Carlos Sainz, já experimentaram os novos veículos nos simuladores e tiveram uma primeira amostra de como eles são diferentes, o heptacampeão não vê muitos benefícios em fazer isso por agora.

Leia também:

Segundo ele, os ganhos de desempenho que a Mercedes encontra no túnel de vento fazem ter pouco a extrair com uma primeira impressão.

"Eu não pilotei o carro no simulador porque estou literalmente apenas me concentrando no atual", disse Hamilton. "Já tem sido uma carga de trabalho difícil, mas estou em contato constante com a equipe."

"Mesmo depois de nossas corridas, sempre falo: 'este é o lugar onde nosso carro está agora, e essas são as coisas que eu quero no do próximo ano, fique de olho. Esses são os problemas que eu tenho com o motor, não quero ver isso na temporada que vem, por favor, conserte'. Estou constantemente tendo essas conversas com pessoas chave."

Pole man Lewis Hamilton, Mercedes

Pole man Lewis Hamilton, Mercedes

Photo by: Charles Coates / Motorsport Images

Hamilton diz que parte de seus relatórios regulares pós-corrida com a equipe incluem discussões sobre os detalhes do carro de 2022 - incluindo seu equilíbrio aerodinâmico.

"Quando eu saio das provas, geralmente tenho minhas grandes reuniões com Shov [Andrew Shovlin], no final da semana, depois que eles coletam todos os dados."

"Depois, eu tenho meu encontro com Bono [Peter Bonnington], e depois um com a equipe que está trabalhando no carro do próximo ano, apenas para obter uma atualização sobre onde eles estão - se é muito aerodinâmico para trás ou para frente, que tipo de alturas que podemos esperar, quais problemas estão antecipando, quais desafios estão enfrentando e como preveem o que acontecerá no veículo."

"Agora, com o progresso no túnel de vento, não faz sentido pilotá-lo porque está em uma curva de aprendizado íngreme", concluiu.

SCHUMACHER FURIOSO com SENNA em Interlagos? Saiba da TRETA entre os campeões que POUCOS se lembram

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #148: O jogo virou a favor da Mercedes? Quem é o favorito ao título?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Honda quer trocar motor de Verstappen, mas Red Bull despista
Artigo anterior

F1: Honda quer trocar motor de Verstappen, mas Red Bull despista

Próximo artigo

GP da Arábia Saudita de F1: Horários, previsão do tempo e como acompanhar, com retorno da F2

GP da Arábia Saudita de F1: Horários, previsão do tempo e como acompanhar, com retorno da F2
Carregar comentários