F1: Hamilton diz que Bottas "deixou a porta aberta" para Verstappen na largada

Hamilton, Bottas e Wolff analisaram manobra do holandês que definiu o resultado do GP do México deste domingo

F1: Hamilton diz que Bottas "deixou a porta aberta" para Verstappen na largada
Carregar reprodutor de áudio

Um dos momentos que definiu o resultado do GP do México de Fórmula 1 foi a largada, quando o posicionamento de Valtteri Bottas na pista permitiu que Max Verstappen o ultrapassasse pela liderança na chegada à curva 1. E, para Lewis Hamilton, seu companheiro de Mercedes "deixou a porta aberta" para que o holandês fizesse a manobra.

Bottas e Hamilton haviam feito uma surpreendente dobradinha na classificação para o GP, com a equipe esperando tirar algum lucro em cima disso, já que a pista era vista como da Red Bull com amplo favoritismo.

Leia também:

Os dois percorreram a reta até a primeira curva lado a lado com Verstappen, que foi por fora para assumir a liderança, com Hamilton em segundo, enquanto Bottas acabou ficando para trás, terminando com um toque de Daniel Ricciardo que levou a uma rodada.

Hamilton disse após a corrida que estava tentando proteger seu lado do circuito, mas sentia que Bottas não havia demonstrado a mesma tática na largada.

"Eu havia visualizado algo diferente, naturalmente, no sentido de que, talvez Valtteri teria feito uma largada melhor e eu me aproveitaria de seu vácuo. Mas eu estava ao seu lado, o que é bom, e estava cobrindo meu lado da pista, tentando garantir que ninguém viria por dentro".

"Então eu estava tentando manter atrás qualquer Red Bull que estivesse vendo no espelho, e achei que Valtteri estaria fazendo o mesmo. Mas, obviamente, ele deixou a porta aberta para Max, e ele estava na linha, fazendo um trabalho incrível de frenagem na curva 1".

"Porque eu estava por dentro e na sujeira, não havia esperança para mim".

Lewis Hamilton, Mercedes W12

Lewis Hamilton, Mercedes W12

Photo by: Steven Tee / Motorsport Images

Toto Wolff, chefe da Mercedes, disse que entende a posição de Bottas, devido à falta de visão pelos espelhos, mas sentia que seus dois carros poderiam ter impedido uma ameaça imediata de Verstappen na largada.

Verstappen conseguiu manter a ponta após a relargada, com o safety car sendo acionado devido aos abandonos de Mick Schumacher e Yuki Tsunoda.

"Esses carros eram muito difíceis de julgar pelos espelhos, ou o que está acontecendo atrás. Mas acho que, se ele estivesse mais para a esquerda, Verstappen não teria passado, ele seria bloqueado".

Bottas explicou seus problemas na primeira curva, que depois culminaram em uma corrida difícil para o finlandês, com ele ficando atrás de Ricciardo pela maior parte da corrida, dificultado ainda mais por um pit stop, que acabou com suas expectativas de acumular qualquer ponto.

"O começo foi ok, nada muito ruim, mas Verstappen teve um vácuo e freou bem tarde. Mas aí no meio da curva um acho que Daniel me atingiu por trás e eu rodei. Não pude fazer nada e depois a corrida foi complicada, não tinha como avançar".

F1 AO VIVO: Verstappen BRILHA e vence no México, com Hamilton em 2º e Pérez em 3º; assista ao debate

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #142 – Verstappen e Hamilton vão bater como Senna e Prost?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1 - Wolff critica largada da Mercedes e fala em “dia para esquecer”
Artigo anterior

F1 - Wolff critica largada da Mercedes e fala em “dia para esquecer”

Próximo artigo

F1 - Mercedes não aceita que título de 2021 esteja escapando: "Há quatro corridas ainda"

F1 - Mercedes não aceita que título de 2021 esteja escapando: "Há quatro corridas ainda"