F1: Hamilton pede equilíbrio a Verstappen em disputas e comenta declarações da Red Bull

Britânico foi criticado por rivais após toque com holandês logo no começo do GP da Grã-Bretanha e citou lance parecido com Leclerc

F1: Hamilton pede equilíbrio a Verstappen em disputas e comenta declarações da Red Bull

Lewis Hamilton comparou sua tentativa de ultrapassagem sobre Max Verstappen com o movimento parecido que fez contra Charles Leclerc ao tomar a liderança do piloto da Ferrari para vencer o GP da Grã-Bretanha de Fórmula 1, disputado neste domingo (18).

No começo da corrida, os rivais pelo título se tocaram e o holandês da Red Bull levou a pior, colidindo com tudo na barreira de pneus, perdendo a corrida, e indo para o hospital, apesar de ter saído bem e consciente do carro.

Leia também:

Para o heptacampeão, a disputa com o monegasco na curva Copse mostrou como a batalha entre eles no mesmo local deveria ter acontecido: “[Leclerc] Foi muito respeitoso em termos de deixar espaço. Eu tinha que estar em algum lugar ao lado, ele sabia que eu estava lá, mas continuou comprometido e apenas fez uma linha mais ampla. Essa foi realmente ótima."

“Naquele momento, eu recuei em um ponto apenas para ter certeza de que não estaríamos juntos. Acho que foi um equilíbrio muito bom e é assim que a corrida deve ser. Claro, em um mundo perfeito, isso é o que teria acontecido na primeira tentativa, mas momento diferente, lugar diferente e piloto diferente", comentou Hamilton.

O britânico também aproveitou para reforçar os riscos do esporte em seu Instagram, em postagem feita durante a tarde.

 

"O dia de hoje é um lembrete dos perigos que enfrentamos neste esporte e nunca devemos assumir os riscos levianamente. Envio meus melhores desejos para Max, que é um concorrente incrível e fico feliz em saber que ele está bem. Sempre correrei forte, mas de forma justa."

"Estou muito orgulhoso do que alcançamos hoje por meio do trabalho em equipe. Minha equipe mostrou garra, perseverança e comprometimento com este incrível esporte. É um sonho vencer na frente da minha torcida. Isto é para vocês. Nunca desista, continue subindo, continue lutando."

Resposta aos comentários da Red Bull

Hamilton foi criticado pelos chefes da RBR, Christian Horner e Helmut Marko, que falaram em "jogo sujo" e "comportamento homicida", além de uma sugestão de "vitória vazia".

“Eu realmente não tenho nada a dizer ao Christian", reiterou o heptacampeão. "Discordo, pois existem 2.000 pessoas que trabalham muito arduamente na minha equipe - não se trata apenas de mim, naturalmente."

“Já disse que não é assim que quero que aconteça na corrida. Acho que é importante para todos nós dar um passo para trás. Tenho certeza de que as emoções estão em alta lá e eu sei o que é perder pontos dentro de uma escuderia e estar nessa posição, então eu não sinto nada sobre isso.”

Max Verstappen também não gostou da atitude do rival, incluindo a comemoração, e deixou isso claro em postagem no Instagram.

 

"Em primeiro lugar: estou feliz por estar bem. Foi um grande impacto de 51G, mas estou me sentindo melhor."

"Obviamente, muito desapontado por ter abandonado assim. A penalidade não nos ajuda de forma alguma e não faz justiça ao movimento perigoso que Lewis fez na pista."

"Assistir às comemorações depois da corrida ainda no hospital é desrespeitoso e um comportamento antidesportivo, mas seguimos em frente."

Hamilton não chegou a responder às declarações do rival, mas fez ponderações: "Ele entrega um ótimo trabalho, é claro, mas acho que temos que realmente tentar encontrar o melhor equilíbrio sempre que pudermos, com espaço e respeito entre nós, para que possamos continuar correndo e ter boas corridas sem colidir.”

“Eu diria que Max é provavelmente um dos pilotos mais agressivos aqui, só na minha opinião pessoal. Ouvi dizer que ele está no hospital e isso definitivamente me preocupa. Nenhum de nós jamais quer que outro se machuque. Essa nunca foi minha intenção e eu realmente espero que ele esteja bem", reforçou.

Sobre a punição de dez segundos que recebeu, o britânico foi claro: "Não concordo com os comissários, mas aceito minha penalidade e continuo com meu trabalho. Eu não vou reclamar sobre isso. Todo mundo vai ter uma opinião diferente, eu particularmente não me importo com o que as pessoas pensam.”

“Raramente há um incidente que seja 100% culpa de alguém. É sempre uma mistura porque são duas pessoas ou mais, obviamente. Então eu acho que há coisas que nós dois podemos aprender."

F1 2021: TENSÃO após BATIDA de HAMILTON e VERSTAPPEN em SILVERSTONE! Tudo sobre o GP! | PÓDIO

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #119 - TELEMETRIA: Qual é o impacto da 'Sprint' na F1? Rico Penteado responde

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Verstappen recebe alta do hospital após acidente com Hamilton

Artigo anterior

F1: Verstappen recebe alta do hospital após acidente com Hamilton

Próximo artigo

F1, Mercedes e Red Bull condenam ataques racistas a Hamilton após toque com Verstappen

F1, Mercedes e Red Bull condenam ataques racistas a Hamilton após toque com Verstappen
Carregar comentários