F1: Hamilton revela conversas com Wolff sobre dupla da Mercedes em 2022

Heptacampeão tem boa relação de trabalho com Bottas e quer renovação do companheiro, mas reforça que apoiará qualquer decisão da equipe

F1: Hamilton revela conversas com Wolff sobre dupla da Mercedes em 2022

Lewis Hamilton diz que sua relação de trabalho com Valtteri Bottas está "melhor do que nunca", mas apoiará qualquer decisão que a Mercedes tomar sobre seu companheiro de equipe na Fórmula 1 em 2022. A dupla está junta desde o início de 2017 e venceram todos os campeonatos, de construtores e pilotos.

Atualmente, a escuderia avalia se deve continuar com o finlandês como companheiro de equipe do britânico no próximo ano ou promover o júnior George Russell do assento na Williams.

Leia também:

Hamilton falou muito bem de Bottas ao longo de seu tempo como companheiros e disse em junho que "não necessariamente viu que isso precisa mudar" para 2022. O chefe da Mercedes, Toto Wolff, disse anteriormente que uma decisão seria tomada durante a pausa de agosto.

Questionado pelo Motorsport.com se estava conversando com o mandatário da equipe sobre ou se estava envolvido no processo, o heptacampeão disse que eles haviam falado naturalmente sobre os planos, mas que apoiaria a decisão final da escuderia.

"Obviamente, eu já deixei clara no passado minha lealdade ao Valtteri e trabalhei incrivelmente próximo a ele", comentou. "Acho que nossa relação de trabalho está melhor do que nunca. Toto é um grande líder e, como eu disse antes, sempre nos mantemos conectados. Claro, falamos sobre essas coisas."

"Queremos o que é melhor para a equipe, ganhar mais campeonatos e, por isso, apenas conversamos. No final do dia, cabe a ele [Wolff] e ao conselho da Mercedes tomar essa decisão. Eu faço parte do time, então irei apoiá-los de qualquer maneira. No momento, apenas tento colocar toda a minha energia para fazer o melhor que posso nesta temporada."

Hamilton segue para a segunda metade do campeonato na liderança, com vantagem de oito pontos sobre Max Verstappen, da Red Bull, enquanto busca o oitavo título mundial recorde. Ele estava 32 atrás do rival após o GP da Áustria, mas o jogo virou a seu favor depois de vencer em Silverstone e terminar em segundo na Hungria.

"Definitivamente melhoramos nosso jogo", disse o britânico. "Em termos de tempo para refletir sobre olhar para onde estivemos e para onde estamos indo, não tenho dúvidas de que daremos mais um passo em nossos processos e como nos aplicamos."

"Tem sido uma coisa muito positiva de se ver", concluiu.

F1 2021: A GUERRA Mercedes x Red Bull e tudo sobre o GP da BÉLGICA com Rico Penteado | TELEMETRIA

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

TELEMETRIA: Quem vai se dar bem na segunda metade da temporada de 2020 da F1?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Bottas e Russell comentam demora da Mercedes em definir dupla de pilotos

Artigo anterior

F1: Bottas e Russell comentam demora da Mercedes em definir dupla de pilotos

Próximo artigo

F1: Bernie Ecclestone "apostaria seu dinheiro" em Verstappen pelo título

F1: Bernie Ecclestone "apostaria seu dinheiro" em Verstappen pelo título
Carregar comentários