F1: Honda diz que novo motor impulsionou aerodinâmica da Red Bull

Montadora japonesa entra em sua última temporada na categoria com conceito de unidade de força totalmente novo

F1: Honda diz que novo motor impulsionou aerodinâmica da Red Bull

A Honda disse que a aerodinâmica do novo carro de Fórmula 1 da Red Bull, RB16B, foi impulsionada pelos ajustes de design que fez ao produzir um novo motor super compacto.

A montadora japonesa entrou em sua última temporada na categoria máxima do automobilismo com um conceito de unidade de força totalmente novo, que a Red Bull assumirá a operação sozinha no futuro.

Leia também:

Para o design de 2021, a Honda foi agressiva em sua embalagem e introduziu algumas mudanças importantes para ultrapassar os limites de tamanho que ela já havia experimentado antes com a McLaren em 2015.

Mas embora o motor de 2015 tenha se mostrado problemático - com problemas de resfriamento e com um turbo menor incapaz de fornecer os níveis de impulso necessários - e tendo solicitado uma abordagem revisada da Honda, seu retorno ao design compacto está funcionando claramente desta vez.

O diretor técnico da Honda, Toyoharu Tanabe, disse que a montadora se esforçou para entregar algo que aumentasse a potência do novo modelo da Red Bull.

“Revisamos cada peça e o tipo de conceito de nossa unidade de potência anterior e, em seguida, projetamos a deste ano como uma nova unidade de potência”, disse. 

“É claro que nosso desejo de melhorar nosso desempenho em nossa unidade de potência significa ICE (Motor de Combustão Interna) e ERS (Sistema de Recuperação de Energia). Além disso, com o novo design, tornamos um pouco mais compacto em comparação com a unidade de força anterior. Acho que também contribuiu para o pacote e o desempenho do carro”

Após o GP do Bahrein, Tanabe falou sobre as mudanças específicas feitas na unidade de força.

“A posição do eixo de comando foi rebaixada e abaixamos a altura do motor”, explicou.

“É um pacote compacto."

“Como resultado, quando o motor é instalado no chassi, o grau de liberdade do fluxo de ar que flui dentro do carro é aumentado. Em outras palavras, contribuiu para a aerodinâmica."

“É difícil chegar a números exatos de quanto downforce aumentou e quanto tempo de volta melhorou, mas [Adrian] Newey disse que estava grato pela unidade de potência ser mais compacta e contribuir para a nova instalação. ”

O esforço da Honda com a Red Bull parece ter valido a pena, tendo em vista a abertura da temporada de 2021 no Bahrein, com Max Verstappen conquistando a pole e disputando a vitória com Lewis Hamilton na corrida no domingo.

F1: Nova ORDEM de forças? Veja análise DETALHADA sobre como Mercedes pode PERDER briga para Red Bull

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Batalhas entre Hamilton e Verstappen ditarão temporada 2021 da F1?

 

compartilhar
comentários
F1: Bottas é "exatamente o que a Mercedes precisa", diz ex-piloto e comentarista

Artigo anterior

F1: Bottas é "exatamente o que a Mercedes precisa", diz ex-piloto e comentarista

Próximo artigo

Alonso mantém pés no chão sobre volta à F1: "Ser campeão é um objetivo difícil"

Alonso mantém pés no chão sobre volta à F1: "Ser campeão é um objetivo difícil"
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Red Bull Racing
Autor Jonathan Noble