F1: Honda revela que atualizou motor de Verstappen em Spa

Montadora japonesa adiantou mais uma atualização que era prevista para 2022 antes de confirmar a saída da F1

F1: Honda revela que atualizou motor de Verstappen em Spa

A Honda pode estar de saída da Fórmula 1 no final deste ano, mas está fazendo de tudo para garantir que sua despedida seja a melhor possível, com os títulos de Max Verstappen e Red Bull. Por isso, a montadora japonesa não poupa esforços, e revelou que introduziu uma atualização adiantada em seu motor para o carro do holandês em Spa-Francorchamps.

A Red Bull se encontra em uma disputa intensa com a Mercedes pelos títulos de 2021, e já afirmou que vai com tudo para a conquista de seu primeiro troféu desde 2013, esticando ao máximo o desenvolvimento do carro para quebrar a hegemonia alemã de sete anos.

Leia também:

A Honda trabalhou para acelerar várias atualizações para a unidade de potência, que inicialmente eram planejadas para 2022.

A última atualização chegou no mês passado, no GP da Bélgica, quando anos de desenvolvimento levaram à introdução de um novo armazenamento de energia que chegou ao carro de Verstappen. Segundo o regulamento atual, cada componente da unidade de potência pode ser atualizado apenas uma vez ao longo de uma temporada.

A Honda revelou nesta quarta, já em Sochi para o GP da Rússia, que a novidade foi introduzida há duas corridas, em Spa.

"Esse novo armazenamento de energia foi desenvolvido em um projeto que levou vários anos, com o objetivo de combinar melhoras em eficiência energética com reduções significativas de peso", disse o chefe de desenvolvimento da Honda, Yasuaki Asaki.

"No que será a temporada final da marca no esporte, a Honda conseguiu introduzir seu novo armazenamento de energia, encaixado com uma célula de bateria mais leve, de baixa resistência, altamente eficiente e de potência alta a tempo do início da segunda metade da temporada".

"Para atingir o objetivo máximo de derrotar a Mercedes e conquistar o campeonato antes de sair da F1 no final de 2021, reconhecemos a necessidade de melhorar a performance. Com isso, o plano de desenvolvimento foi substancialmente adiantado de seu objetivo original de 2022".

Verstappen usou a atualização para fazer a pole em Spa antes de ser declarado o vencedor da prova de duas corridas. Ele também saiu na pole em Monza antes da batida com Lewis Hamilton, que forçou o abandono de ambos.

Honda disse que a introdução do novo componente neste ano foi uma "tarefa massiva" devido ao longo tempo envolvido no design, recebendo apoio total da equipe de desenvolvimento de baterias para carros de rua da montadora.

"Mesmo após a saída da F1, essa nova tecnologia de bateria contribuirá largamente ao futuro da Honda, criando uma sociedade neutra em emissão de carbono, liderando o avanço da mobilidade, permitindo que as pessoas no mundo todo possam melhorar suas vidas".

A Red Bull assumirá a propriedade intelectual da Honda no final do ano passando a ser a sua própria fornecedora de motores a partir de 2022, graças à nova divisão, Red Bull Powetrains.

F1: SAINZ ridicularizou BARRICHELLO? Entenda CONTEXTO da declaração do espanhol sobre brasileiro

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #133: O que poderia ser melhorado no documentário sobre Schumacher?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
Netflix pode entrar na luta pelos direitos de transmissão da Fórmula 1 no futuro

Artigo anterior

Netflix pode entrar na luta pelos direitos de transmissão da Fórmula 1 no futuro

Próximo artigo

F1 - Pérez: Contrato de um ano não aumenta pressão sobre mim

F1 - Pérez: Contrato de um ano não aumenta pressão sobre mim
Carregar comentários