F1: Horner prevê Mercedes forte em Silverstone e em Paul Ricard

Chefe da Red Bull diz que equipe não planeja mais atualizações até a pausa de verão, fazendo apenas a troca de componentes cuja vida útil chegaram ao fim

F1: Horner prevê Mercedes forte em Silverstone e em Paul Ricard
Carregar reprodutor de áudio

A Mercedes entrou na Fórmula 1 2022 buscando manter o domínio da era turbo híbrida, mas não vive seu melhor momento devido à uma queda de performance devido ao novo regulamento. Só que o chefe da Red Bull, Christian Horner, acredita que o time alemão será uma grande ameaça nos próximos GPs, dizendo que Silverstone será "a prova mais desafiadora" para sua equipe.

Com a Mercedes perdendo terreno, Red Bull e Ferrari assumiram a ponta do Mundial neste começo de campeonato, com a rival alemã buscando superar seus problemas. A caminho de Silverstone, Horner acredita que as próximas provas serão o maior desafio de sua equipe até aqui, mesmo acumulando sete vitórias em nove corridas do ano.

Leia também:

Questionado pelo Motorsport.com sobre a possibilidade da Mercedes ser um fator importante em Silverstone, respondeu: "Definitivamente, acho que eles serão fortes em Silverstone. Não vejo motivos para não serem. Paul Ricard, o mesmo. Acho que a Ferrari virá bem em Silverstone também".

"Devido à natureza do traçado pode ser um local mais desafiador para nós. É incrível que tenhamos vencido seis corridas consecutivas, mas Silverstone deve ser o mais desafiador".

Mattia Binotto, Team Principal, Ferrari, Christian Horner, Team Principal, Red Bull Racing, Andrew Shovlin, Trackside Engineering Director, Mercedes AMG, in the Press Conference

Mattia Binotto, Team Principal, Ferrari, Christian Horner, Team Principal, Red Bull Racing, Andrew Shovlin, Trackside Engineering Director, Mercedes AMG, in the Press Conference

Photo by: FIA Pool

A Red Bull optou por uma atualização do RB18 cedo, dando o pulo em cima da Ferrari desde o começo da temporada europeia em Ímola. Horner disse que sua equipe não tem "nada grande" planejado para o carro até o fim da pausa de verão em agosto, preferindo apenas uma "evolução modesta".

"Os componentes são introduzidos quando a vida útil dos outros chegam ao fim. É muito diferente do desenvolvimento que víamos em anos anteriores".

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #183 - O que Alonso poderia fazer hoje em carro de ponta da F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
Seis meses após saída, Honda considera retorno à F1 em 2026, diz imprensa alemã
Artigo anterior

Seis meses após saída, Honda considera retorno à F1 em 2026, diz imprensa alemã

Próximo artigo

F1 reforça caminho para um futuro mais sustentável com medidas que visam neutralizar emissões de carbono

F1 reforça caminho para um futuro mais sustentável com medidas que visam neutralizar emissões de carbono