F1: Hulkenberg e Magnussen relembram atrito na Hungria e 'fazem as pazes'

Alemão e dinamarquês tiveram pequeno 'conflito' após corrida de Budapeste, onde se desentenderam na pista e fora dela depois

Carregar reprodutor de áudio

Os pilotos de Fórmula 1 Nico Hulkenberg e Kevin Magnussen 'enterraram' suas diferenças cinco anos após o infame episódio do "chupa minhas bolas" no GP da Hungria de 2017. A dupla estava lutando por uma posição na corrida de Budapeste quando o dinamarquês forçou a Renault do alemão para fora da pista. O piloto da Haas foi posteriormente punido pela mudança.

Após a bandeirada, Magnussen estava no meio de uma entrevista com a TV de seu país quando Hulkenberg se aproximou, deu um tapa no ombro dele e disse: "Mais uma vez, o piloto mais antidesportivo do grid". Magnussen respondeu imediatamente: "Chupa minhas bolas, querido", e seguiu a entrevista enquanto Hulkenberg se afastava. Um clipe do momento logo se tornou viral e a frase foi associada a eles desde então.

Leia também:

Uma suposta rivalidade entre a dupla também apareceu com força na primeira temporada de Drive to Survive, que cobriu a temporada de 2018.

Eles tiveram pouco ou nenhum contato ao longo dos anos, embora houvesse rumores de que Hulkenberg se juntaria a Magnussen na Haas em 2020. Questionado no ano sobre o ocorrido, Kevin disse: "Foi muito dramatizado, estou ficando realmente cansado desse assunto. Entre mim e Nico houve realmente apenas um incidente na Hungria há dois anos. É incrível que ainda estejamos falando sobre isto".

Nico Hulkenberg, Aston Martin in pits

Nico Hulkenberg, Aston Martin in pits

Photo by: Sam Bloxham / Motorsport Images

No desfile dos pilotos antes do GP do Bahrein do último fim de semana, Hulkenberg decidiu quebrar o gelo e abrir uma conversa, com os dois compartilhando a experiência de serem inesperadamente chamados para correr no último minuto.

"Na verdade, eu o cumprimentei com um 'chupa minhas bolas, querido'", disse o alemão ao Motorsport.com. "Essas foram as minhas palavras exatas para ele. Não é como se eu não gostasse de Kevin, mas depois que isso aconteceu em Budapeste, nós não trocamos uma palavra desde então. Mesmo antes disso, nós nunca conversávamos entre nós."

"Achei que já era hora porque não odeio ele, só achei aquele incidente na pista um pouco duro. Como pilotos de corrida, você tende a discordar de vez em quando, mas achei muito engraçado cumprimentá-lo com o 'chupe minhas bolas, querido'. Ele gostou!"

Magnussen confirmou que houve uma reaproximação: "Quero dizer, não era algo que me incomodava muito, mas sim, foi bom".

"Quer dizer, nós nunca falamos sobre isso. O engraçado é que não foi o único momento mais duro com Nico A mídia cria alguma tensão entre nós, como também comigo e Romain [Grosjean], e na verdade, há muito respeito."

"Algumas coisas são percebidas de uma maneira do lado de fora, e é muito diferente do lado de dentro", concluiu.

Vitória de VERSTAPPEN? F1 promete ENQUADRAR produção de DRIVE TO SURVIVE após “fabricar rivalidades”

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #169 - TELEMETRIA: Rico Penteado aponta o que GP na Arábia terá de diferente

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1 - Sainz: Quando o carro estiver do meu jeito, coisas boas virão
Artigo anterior

F1 - Sainz: Quando o carro estiver do meu jeito, coisas boas virão

Próximo artigo

F1: Hamilton não está "muito estressado" com problemas da Mercedes

F1: Hamilton não está "muito estressado" com problemas da Mercedes