F1 - Marko deixa futuro na Red Bull em aberto: “nenhuma decisão foi tomada ainda”

Dirigente austríaco de 80 anos de idade admite que ainda não tomou uma decisão clara sobre futuro

Helmut Marko, Consultant, Red Bull Racing, Max Verstappen, Red Bull Racing

Helmut Marko, Consultant, Red Bull Racing, Max Verstappen, Red Bull Racing

Mark Sutton / Motorsport Images

Desde que a Red Bull estreou na Fórmula 1 em 2005, Helmut Marko tem estado no centro da gestão da equipe. Assim como o chefe da equipe, Christian Horner, o austríaco está envolvido em decisões importantes como consultor esportivo, inclusive quando se trata da escalação de pilotos da Red Bull e da AlphaTauri.

Leia também:

Mas, aos poucos, os anos passam e começam a contar para o veterano de 80 anos, enquanto o calendário da F1 se torna cada vez mais longo. Em 2024, por exemplo, serão realizadas 24 corridas, um número recorde.

Isso levanta algumas questões sobre por quanto tempo Marko deseja permanecer no departamento de F1 da Red Bull. Além disso, algumas polêmicas que surgiram com ele como protagonista principal, em grande parte devido às suas críticas a Sergio Pérez, o colocaram no olho do furacão.

O meio de comunicação austríaco OE24 perguntou-lhe se no próximo ano continuará a trabalhar com a mesma intensidade dos últimos anos e a sua resposta não foi muito clara: “Na próxima semana conversaremos”, disse antes de sublinhar que tem contrato até ao final de 2024.

Ao falar sobre o seu futuro, Marko reconheceu que a sua presença na F1 não está garantida: “É uma questão complexa. Claro, também tenho uma obrigação com a Red Bull e com Max. Nenhuma decisão foi tomada ainda."

Nos últimos dois anos, Marko testemunhou todas as mudanças dentro da Red Bull, incluindo a morte do cofundador e CEO Dietrich Mateschitz. Após a chegada do novo CEO, Oliver Mintzlaff, surgiram rumores de que a fabricante de bebidas energéticas queria afastá-lo da equipe e o próprio austríaco admite que sente falta de coisas que poderia fazer com os antigos dirigentes e que agora foram esquecidas.

“Agora é um grupo maior de pessoas, incluindo Mark Mateschitz, Thai [co-proprietário da Red Bull Chalerm Yoovidhya, ed.] e Oliver Mintzlaff. A maneira como pudemos decidir as coisas com Dietrich Mateschitz era única.”

“Depois desta temporada de tantas vitórias, que quebrou todos os recordes, fiquei muito triste que [Dietrich Mateschitz] não pudesse mais vivenciar isso, para ser sincero”, concluiu.

Podcast #261 - Show de Casagrande, ascensão de Massa e o futuro da Stock

 

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior "Não poderia ter sido pior", diz Kubica sobre seu retorno à F1 com a Williams
Próximo artigo F1: Williams e Sauber anunciam lançamentos de carros de 2024 para mesma data

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil