F1: McLaren tem de melhorar após erro que custou caro para Norris

Em um final de semana desastroso em Montreal, Andreas Seidl acredita que equipe precisa melhorar a operação e performance

F1: McLaren tem de melhorar após erro que custou caro para Norris
Carregar reprodutor de áudio

Lando Norris largou em 14º devido a um problema no sensor da unidade de potência que aconteceu na classificação do GP do Canadá de Fórmula 1. Com isso, a McLaren foi obrigada a colocar uma unidade de potência mais antiga para a corrida, o que custou desempenho nas retas.

O editor recomenda:

No segundo safety car virtual, a equipe chamou Norris para os boxes em um duplo pit stop, atrás de Daniel Ricciardo. 

Inicialmente, Norris teve que esperar porque o australiano teve uma parada lenta devido a um problema com a dianteira direita e depois os pneus para o carro número 4 não estavam prontos. Diante disso, ele perdeu valiosos segundos até voltar para a pista. 

Norris cruzou a linha de chegada em 15º, enquanto Ricciardo terminou em 11º, a uma posição de marcar pontos. Durante a parte final da corrida, os pilotos da equipe britânica foram instruídos a controlar o uso de freio. 

“Obviamente um dia decepcionante para nós, um fim de semana altamente decepcionante por várias razões”, disse Seidl. 

“Questões de confiabilidade, uma questão operacional na corrida, mas também em termos de ritmo e onde queremos estar". 

“Quanto a operação, durante o pit stop da corrida, tivemos um problema na comunicação que acabou virando uma bola de neve para esse problema que vimos. Precisamos analisar e voltar mais fortes”. 

Quando perguntado sobre o que deu errado na parada, Andreas Seidl disse: “Obviamente não quero entrar em muitos detalhes, porque é algo que temos que revisar internamente, como equipe, o que deu errado”. 

“Como eu disse antes, foi um problema de comunicação dentro da equipe e isso estava causando atrasos”. 

Em relação à perda de ritmo nas últimas etapas, ele disse: "Em ambos os carros no final da corrida, tivemos que gerenciar alguns parâmetros, os freios e, portanto, não foi possível para Daniel manter o ritmo e atacar." 

A McLaren está em quarto lugar no campeonato, a equipe marcou apenas 19 pontos nas últimas cinco corridas e os rivais estão diminuindo a diferença. A Alpine marcou 35 e a Alfa Romeo 26. 

"Bem, é claro, se você olhar para as duas últimas corridas, definitivamente há uma tendência de que estamos caindo em comparação com a Alpine, especialmente", disse Seidl. "E também alguns outros carros estavam mostrando sinais de fortes melhorias, como os carros da Aston Martin na sexta-feira”. 

“Portanto, está claro que precisamos melhorar nosso ‘jogo’ em todas as áreas, como mencionei antes: confiabilidade, operações e desempenho. Para garantir que permaneçamos nessa batalha pelo P4". 

Seidl diz que não há previsão de atualizações a curto prazo: “Nossa ideia é obviamente continuar aprendendo sobre o carro e aplicar esses aprendizados para extrair mais do pacote atual". 

"Até agora, não há planos para grandes atualizações por vários motivos, incluindo o teto de gastos”. 

Do lado positivo, Seidl acredita que a unidade de potência retirada do carro de Norris antes da corrida pode ser utilizada futuramente. "O que aconteceu na UP de Lando foi um problema com um sensor que estava causando uma perda de energia e uma falha de ignição, por isso tivemos que abortar o Q2". 

"Fizemos uma análise e na garagem tomamos a decisão de trocar a unidade de potência. Esperamos que a UP de [sábado] possa ser reparada e, portanto, no momento não há sinal de que não possamos terminar a temporada com três unidades de potência”, disse  Andreas Seidl.

BASTIDORES no Canadá tiveram XILIQUE “TEATRAL”, ACUSAÇÕES e polícia com CÃES FAREJADORES na RBR

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #183 - O que Alonso poderia fazer hoje em carro de ponta da F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
Mercedes: é preciso cautela com otimismo após resultado no Canadá
Artigo anterior

Mercedes: é preciso cautela com otimismo após resultado no Canadá

Próximo artigo

F1: Sainz relata 'mudança' na Ferrari após perseguição a Verstappen no Canadá

F1: Sainz relata 'mudança' na Ferrari após perseguição a Verstappen no Canadá