F1: Mercedes descarta "solução especial" em meio a questionamento da Red Bull sobre motores

Christian Horner, chefe da Red Bull, defendeu que esse questionamento é algo natural do esporte

F1: Mercedes descarta "solução especial" em meio a questionamento da Red Bull sobre motores

Antes do GP da Holanda, surgiu a informação de que a Red Bull havia protocolado um pedido de esclarecimento à FIA sobre um conceito de design que acredita que a Mercedes esteja usando na Fórmula 1. Mas Toto Wolff minimizou os rumores de que sua equipe tenha encontrado uma "solução especial" para ajudar a aumentar a potência do motor.

Foi apurado que a suspeita da Red Bull gira em torno da Mercedes ter potencialmente utilizado um ar super resfriador que passa pelo plenum do motor para ajudar a entregar performance adicional. A equipe alemã parece ter obtido ganhos recentemente na fase de aceleração na saída das curvas, e a rival quer entender o que foi feito.

Leia também:

O regulamento da F1 superou há muito tempo as formas de prevenção das equipes fazerem isso para aumentar a potência do motor. 

O Artigo 5.6.8 do regulamento técnico determina que: "Temperatura do ar do plenum no motor deve estar mais de dez graus centígrados acima da temperatura ambiente".

Porém, a medida é feita como uma média ao longo da volta, o que não significa que precisa estar nesse patamar o tempo todo.

A regra diz ainda: "Quando analisando o cumprimento, a temperatura do ar será a média da volta registrada pela FIA, por um sensor aprovado e selado pela Federação, durante todas as voltas da classificação e da corrida".

"A primeira volta da corrida, voltas feitas com safety car, voltas com tempo pelo menos 20% mais alto que a mais rápida da sessão, entrada e saída do pit e qualquer volta com anomalias óbvias (julgadas pelo delegado técnico) não serão utilizadas nesta avaliação".

Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes AMG

Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes AMG

Photo by: Steve Etherington / Motorsport Images

A Mercedes está ciente de que a Red Bull está atrás de respostas, mas minimizou o assunto, afirmando que não há nada fora do normal.

"Ouvi sobre isso há alguns dias. Adoraria ter uma solução especial, mas esse é o modus operandi da Fórmula 1: as coisas são assim. Pedidos são levados à FIA, perguntas são feitas, é completamente normal".

O chefe da Red Bull, Christian Horner, disse que é esperado ter equipes fazendo perguntas à FIA sobre o que as rivais estão fazendo.

"É da natureza das clarificações técnicas, elas são feitas continuamente entre todas as equipes. Geralmente são feitas para entender se algo é aceitável aos olhos da FIA como uma solução, e, se for, você pode fazer o mesmo".

"Tivemos várias dessas neste ano com nosso carro. É algo que não é único da Red Bull. Tenho certeza que não vem como uma surpresa".

F1 AO VIVO: TREINOS na Holanda, Hamilton com PROBLEMAS e a volta de ALBON | SEXTA-LIVRE

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #129 - A aposentadoria de Raikkonen e tudo sobre o GP da Holanda

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
Wolff pede que F1 repense regras de bandeiras vermelhas em treinos livres
Artigo anterior

Wolff pede que F1 repense regras de bandeiras vermelhas em treinos livres

Próximo artigo

Q4 AO VIVO: Acompanhe debate sobre pole de Verstappen em casa

Q4 AO VIVO: Acompanhe debate sobre pole de Verstappen em casa
Carregar comentários