F1: Pirelli acredita que alguns pilotos arriscarão pneus macios na sprint em Silverstone

Anteriormente, o consenso era de que a corrida sprint seria realizada com pneus médios

F1: Pirelli acredita que alguns pilotos arriscarão pneus macios na sprint em Silverstone

O chefe de operações da Pirelli na Fórmula 1, Mario Isola, acredita que a primeira corrida sprint da história da categoria pode ser marcada por uma variação na escolha de pneus das equipes para a prova 17 voltas em Silverstone.

Em contraste com um final de semana normal, com os 10 primeiros da corrida largando com os pneus da melhor volta do Q2, desta vez todos têm a liberdade de começar a sprint com o conjunto que optarem.

Leia também:

O consenso no paddock nas últimas semanas é que o composto médio seria o ideal para a corrida deste sábado (17).

Porém, Isola acredita que a baixa degradação dos pneus vista no TL1 e os longos stints com o que seria o pneu macio do GP dos 70 anos do ano passado em Silverstone sugerem que alguns pilotos podem optar pelo C3 pensando em uma melhor performance nas primeiras voltas em vez de durabilidade.

Em 2020, Kimi Raikkonen fez um stint de 25 voltas no fim da corrida, enquanto Esteban Ocon andou por 22 no começo, de tanque cheio.

Os pilotos que podem arriscar os macios são carros potencialmente rápidos que estão no fundo do grid, como Lance Stroll (15º), Yuki Tsunoda (16º) e Raikkonen (17º). Mesmo com os pneus perdendo rendimento no fim, os pilotos não devem perder muitas posições por isso.

Qualquer safety car ou safety car virtual pode ajudar quem optar pelos macios, permitindo uma extensão da vida útil dos pneus. As equipes tiveram uma ideia mais clara do que é possível fazer no TL2 deste sábado, já que fizeram apenas simulações de corrida.

Charles Leclerc, Ferrari SF21

Charles Leclerc, Ferrari SF21

Photo by: Charles Coates / Motorsport Images

"É difícil prever se as equipes vão usar o médio na sprint ou o macio também", disse Isola. "Porque se você lembrar da segunda corrida em Silverstone no ano passado, onde o macio desta semana era o médio, tivemos pilotos que puderam fazer stints maiores que a sprint com o macio sem alta degração".

"Por exemplo, tivemos Ocon, Leclerc, Stroll, Raikkonen e Giovinazzi. Eles fizeram stints longos com o C3. Então acho que, considerando o ano passado, com condições similares de temperatura, é uma boa indicação".

"Honestamente, antes, eu estava mais ou menos convencido de que todos tentaria fazer a sprint de médios. Mas hoje, não tenho tanta certeza. E provavelmente podemos ver uma mistura de médios e macios".

F1 AO VIVO: RED BULL x MERCEDES e a classificação para corrida SPRINT em SILVERSTONE | SEXTA-LIVRE

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #119 - TELEMETRIA: Qual é o impacto da 'Sprint' na F1? Rico Penteado responde

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Hamilton diz que "vai com tudo" para a corrida sprint de Silverstone

Artigo anterior

F1: Hamilton diz que "vai com tudo" para a corrida sprint de Silverstone

Próximo artigo

F1: Alfa Romeo pode substituir Raikkonen e Giovinazzi em 2022

F1: Alfa Romeo pode substituir Raikkonen e Giovinazzi em 2022
Carregar comentários