F1: Pirelli investigará causas de furos de pneus no Catar

Valtteri Bottas, Lando Norris, George Russell e Nicholas Latifi tiveram problemas parecidos durante a corrida

F1: Pirelli investigará causas de furos de pneus no Catar

A Pirelli lançou uma investigação depois de quatro pilotos de Fórmula 1 sofrerem falhas em seus pneus durante o GP do Catar neste domingo.

Valtteri Bottas, Lando Norris, George Russell e Nicholas Latifi tiveram problemas parecidos durante a corrida.

Apenas Latifi foi forçado a abandonar imediatamente, pois ocorreu logo após a saída do box, embora depois de uma parada, Bottas foi finalmente chamado de volta para a garagem para abandonar devido aos danos que sofreu.

Leia também:

A Pirelli estava muito ciente antes de ir para o Catar que o pneu dianteiro esquerdo seria o pneu mais exigido, mas nada visto na sexta-feira ou no sábado sugeria que poderia haver problemas em passagens mais longas durante a corrida.

“Na sexta-feira, quando verificamos a simulação e comparamos a simulação com os dados de telemetria, não encontramos nada que não estivesse de acordo com nossas expectativas”, disse o chefe da Pirelli F1, Mario Isola, ao Motorsport.com. “E, portanto, confirmamos as prescrições.”

“Portanto, há muitos elementos que devemos considerar. O desgaste alto com certeza, porque todos os pneus estavam completamente gastos, o impacto nas curvas em alta velocidade, porque em quase todas as voltas, eles estavam rodando em curvas."

“É difícil dizer que temos alguns cortes nos pneus que podem ser causados ​​por algo antes ou depois da perda de pressão."

“Além disso, a perda de pressão foi repentina, mas não imediata, porque todos os pilotos puderam voltar para a garagem com os pneus furados, exceto Latifi, mas infelizmente Latifi teve que fazer uma volta completa."

“Portanto, há muitos elementos. Estamos voando com os pneus de volta para Milão. E como sempre faremos uma investigação e tentaremos entender o que aconteceu."

Isola enfatizou que à medida que os pneus se desgastam, eles se tornam mais vulneráveis ​​a danos causados ​​por impactos na zebra.

“É claro que com um pneu gasto e menos protegido contra impactos, você continua punindo o pneu. E aí foi um corte?"

“Ontem vimos o que aconteceu com a asa dianteira, tivemos vários carros danificados por outros elementos como assoalho, asas, chassis. Não queremos excluir nada."

“Qualquer pequeno entulho, qualquer zebra pode causar um pequeno furo, e perder o ar do pneu quando ele está quebrado, não é capaz de sustentar o alto nível de energia que esses carros estão colocando nos pneus."

“Precisamos entender o porquê da perda de pressão, então precisamos investigar o que aconteceu antes.”

O diretor de corrida da FIA, Michael Masi, confirmou que o órgão regulador estaria a par de qualquer investigação.

"Nós e a Pirelli trabalharemos juntos, entenderemos por que etc., etc. Os pneus, se ainda não o foram, estarão em breve no caminho de volta para a Itália. E farão uma análise completa. "

F1 AO VIVO: HAMILTON vence no CATAR, Verstappen é 2º e ALONSO VAI AO PÓDIO pela 1ª vez desde 2014!

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #147 – TELEMETRIA: O que a Red Bull tem que fazer no Catar? Hamilton favorito?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Horner pede desculpas por comentários sobre a FIA no Catar
Artigo anterior

F1: Horner pede desculpas por comentários sobre a FIA no Catar

Próximo artigo

F1 - Gasly: "Não dá para fazer milagres todos os dias"

F1 - Gasly: "Não dá para fazer milagres todos os dias"
Carregar comentários