F1: Racing Point defende atualização de carro de 2021 com peças da Mercedes de 2020

compartilhar
comentários
F1: Racing Point defende atualização de carro de 2021 com peças da Mercedes de 2020
Por:

A equipe defende que não está tirando vantagem e sim seguindo o regulamento, chegando ao mesmo patamar das demais

A Racing Point decidiu seguir em frente com os planos de atualizar o carro para a temporada de 2021 da Fórmula 1 com a caixa de câmbio e a suspensão associada usadas pela Mercedes em 2020, algo que as rivais se opõem.

Antes do início da temporada, quando foi acordado a manutenção dos carros para 2021, um sistema de fichas foi introduzido para permitir que as equipes façam atualizações selecionadas para resolver fraquezas de seus modelos atuais.

Leia também:

Porém, as regras especificavam que as equipes que usam componentes de 2019 fornecidos por suas parceiras poderão trocar para os equivalentes de 2020 sem precisar usar suas duas fichas.

Isso permitirá que a Racing Point atualize para toda a traseira da Mercedes W11 no próximo ano, e a AlphaTauri podendo fazer o mesmo com o RB16 da Red Bull.

Parceiras da Ferrari, a Alfa Romeo e a Haas já usam os câmbios de 2020 e outras partes fornecidas pela montadora, e não poderão se beneficiar da regra.

Assim que a temporada começou e as rivais descobriram o potencial do RP20 da equipe, o grid percebeu que a equipe britânica pode dar um passo adiante com as peças do W11, além das duas fichas de desenvolvimento.

"Acho que não estamos totalmente felizes, porque há equipes que, eventualmente, podem evoluir todo o pacote com as peças de 2020", disse o chefe da Ferrari, Mattia Binotto, ao Motorsport.com em julho.

"Acho que isso não seria justo, porque alguns de nós temos apenas duas fichas para tudo. Todos deveriam ser limitados a isso".

O assunto foi levado à FIA, mas sem mudanças. O diretor técnico da Racing Point, Andy Green, acredita que a oposição passou.

"Acredito que vai acontecer", disse ao Motorsport.com. "As regras permitem que façamos isso. Vamos seguir com o plano, temos a liberação da FIA. As regras permitem que as equipes integrem as peças de 2020, então é justo".

"Só porque optamos por usar uma suspensão de 2019 antes da Covid-19 não deveríamos ser prejudicados. Nós temos o direito de atualizar o carro para as mesmas especificações que os demais".

"Para deixar claro, é uma atualização para a suspensão de 2020, não para a de 2021. Agora usamos a de 2019. Então eles querem nos penalizar, fazendo que sigamos com partes de dois anos atrás".

"Não é uma vantagem. Não estamos trazendo peças de 2021. Só estamos chegando ao mesmo estágio que eles".

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Neste fim de semana, a F1 visita Portimão, para o GP de Portugal. A Racing Point vem sendo um dos destaques, em terceiro no Mundial de Construtores, mesmo depois dos problemas com os dutos de freio. Stroll e Pérez pontuaram em todas as etapas do ano. Pode ser uma boa para apostar no fim de semana!Quer saber mais? Confira o ThePlayer.com e não perca nada!

VÍDEO: As 5 maiores tretas entre campeões da F1

PODCAST: Recordes de Hamilton e Schumacher são comparáveis?

 

F1: Stewart defende que Vettel deveria ter se aposentado em vez de ir para Aston Martin em 2021

Artigo anterior

F1: Stewart defende que Vettel deveria ter se aposentado em vez de ir para Aston Martin em 2021

Próximo artigo

F1: Ex-companheiro de McLaren, Berger defende que Senna é o melhor piloto da história

F1: Ex-companheiro de McLaren, Berger defende que Senna é o melhor piloto da história
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Mercedes , Racing Point
Autor Adam Cooper