F1: Red Bull confirma Ricciardo como reserva para 2023

Informação já havia 'vazado' graças a Helmut Marko em Abu Dhabi

Daniel Ricciardo, Red Bull Racing, Christian Horner, Team Principal, Red Bull Racing

O segredo mais mal-guardado do paddock da Fórmula 1 acaba se tornar oficial: Daniel Ricciardo será o piloto reserva da Red Bull em 2023, retornando à equipe pela qual correu entre 2014 e 2018 e conquistou sete de suas oito vitórias na categoria.

Após a confirmação de sua saída da McLaren em agosto, o australiano ficou sem uma vaga de titular no grid, buscando opções como reserva. De volta à Red Bull, ele fará um programa de testes e simuladores, além de atividades comerciais e de marketing.

Leia também:

"O sorriso diz tudo, estou muito animado para voltar à Red Bull. Tenho belas memórias de meus anos aqui, mas as boas vindas de Christian, Marko e toda a equipe é algo que agradeço de coração. Para mim, poder contribuir e estar rodeado da melhor equipe da F1 é muito atraente, me dando tempo para recarregar e buscar novos focos".

Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14

Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14

Photo by: Glenn Dunbar / Motorsport Images

"É ótimo ter Daniel de volta à família Red Bull", disse Christian Horner. "Ele tem um talento enorme e é um grande personagem. Sei que toda a fábrica está animado por tê-lo novamente em casa. Em sua função, Daniel nos dará a chance de diversificar, ajudando no desenvolvimento do carro, ajudando a equipe com seu conhecimento e experiência de quem já teve sucesso na F1".

Após meia temporada com a HRT em 2011, Ricciardo foi para a Toro Rosso em 2012, ficando por duas temporadas antes da promoção à Red Bull em 2014, substituindo o aposentado Mark Webber.

Em seu primeiro ano, derrotou o companheiro e tetracampeão Sebastian Vettel, vencendo no Canadá, Hungria e Bélgica. Em 2015, com a saída do alemão, correu ao lado de Daniil Kvyat, que durou na Red Bull até o começo de 2016, quando foi substituído por Max Verstappen.

As outras vitórias de Ricciardo pela Red Bull foram: Malásia 2016, Azerbaijão 2017, China 2018 e Mônaco 2018. Em 2019, ele foi para a Renault, acreditando ter perdido espaço na equipe para Verstappen. Após dois anos com a equipe francesa, foi para a McLaren no ano passado.

PÓDIO: Verstappen vence e LECLERC SEGURA PÉREZ pra ser vice-campeão em Abu Dhabi! VETTEL pontua

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast Motorsport.com debate 'treta' entre Verstappen e Pérez no GP de São Paulo

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: FIA anuncia saída de Shaila-Ann Rao, ex-conselheira de Wolff e alvo de polêmicas em 2022
Próximo artigo F1: Verstappen confirma que continuará usando número 1 em 2023

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil