F1: Rosberg recusou cerca de R$ 524 milhões para renovar com Mercedes em 2016

Campeão da temporada se aposentou ao final do ano que conquistou o título da categoria contra o então companheiro de equipe Hamilton

F1: Rosberg recusou cerca de R$ 524 milhões para renovar com Mercedes em 2016

Nico Rosberg conseguiu o sonhado título da Fórmula 1 em 2016, ao bater seu companheiro de Mercedes, Lewis Hamilton, e encerrar uma sequência de dois títulos consecutivos do britânico na época. Além disso, é até hoje o único a conseguir derrotar o heptacampeão na era híbrida.

O piloto alemão, no entanto, decidiu largar a categoria ao final do mesmo ano, alegando desgaste físico e mental e revelou que recusou uma grande quantia, de cerca de US$ 100 milhões (cerca de R$ 524 milhões) para permanecer na equipe alemã, que até hoje é a única campeã do novo regulamento de motores implementado em 2014.

Leia também:

"Eu queria evitar sair como alguém que ficou pra trás ou que não é mais desejado", disse Rosberg ao jornal britânico The Times. "Haviam US$ 100 milhões na mesa, dos quais desisti. Eu ansiava por um tipo de vida diferente."

"Você não tem flexibilidade quando está competindo. Foi a melhor decisão para minha família e não pensei no dinheiro por um segundo sequer", completou Nico, que hoje é comentarista da Fórmula 1 na Sky Sports e tem canal próprio no Youtube onde fala de automobilismo, mostra bastidores e realiza entrevistas, além de gerir equipe própria na Extreme E, categoria de rally com carros elétricos.

MAX WILSON vê colaboração "MARAVILHOSA" de BAND no automobilismo, com F1 "até no PROGRAMA DO NETO"

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Qual piloto merece uma segunda chance na F1?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: GP de São Paulo terá corrida de sábado, evento pode ser adiado em uma semana e organização trabalha para ter 100% de público
Artigo anterior

F1: GP de São Paulo terá corrida de sábado, evento pode ser adiado em uma semana e organização trabalha para ter 100% de público

Próximo artigo

RETA FINAL: Tudo sobre etapa da F1 no Brasil e indiretas da Red Bull para Mercedes

RETA FINAL: Tudo sobre etapa da F1 no Brasil e indiretas da Red Bull para Mercedes
Carregar comentários