Fórmula 1 GP do Canadá

F1: Russell acredita que Mercedes pode repetir pódio duplo no Canadá; equipe fala em "positividade" após atualizações

Mas Toto Wolff pede cautela com o otimismo do time alemão, afirmando que ainda há vulnerabilidades bem visíveis

Lewis Hamilton, Mercedes-AMG, 2nd position, Max Verstappen, Red Bull Racing, 1st position, George Russell, Mercedes-AMG, 3rd position, celebrate on the podium with Champagne

Lewis Hamilton e George Russell tiveram uma classificação boa, e se beneficiaram das punições para largar em terceiro e quarto no GP do Canadá de Fórmula 1 deste domingo. E para o jovem britânico, a Mercedes pode sim mirar o segundo pódio duplo consecutivo da temporada.

Em Barcelona, na última etapa, os dois pilotos do time alemão completaram o pódio ao lado de Max Verstappen, com resultados que indicam a melhora do W14 após a atualização do conceito. Para Russell, ele e Hamilton encontraram o ritmo necessário para repetir a performance, mesmo com o circuito canadense sendo bem diferente do espanhol.

Leia também:

"P5 é um bom lugar para largar, e não vejo motivos para não brigarmos por um pódio duplo novamente", disse Russell ao Motorsport.com, antes de saber da punição de Nico Hulkenberg. "No ritmo de corrida, fomos bem no TL2. A Ferrari também se mostrou competitiva, mas não sabemos quanto que eles tinham de combustível".

"Mas estamos um pequeno passo atrás de Verstappen, à frente de Alonso, de Pérez, pelo menos no TL2. Os sinais são promissores".

George Russell, Mercedes F1 W14

George Russell, Mercedes F1 W14

Photo by: Francois Tremblay

Hamilton também mostrou otimismo: "Tivemos uma simulação ontem, mas foi no começo da sessão, quando a pista era mais lenta. Os demais fizeram uns 45 minutos mais tarde. Vamos ver como que fica".

"Com sorte, nosso ritmo de corrida será mais forte que o de hoje, com sorte estaremos lutando contra Alonso e Max amanhã. Com sorte, poderemos pressionar pelo menos um deles".

Com Hamilton declarando no início do fim de semana que a Mercedes havia encontrado sua "estrela polar" em termos de direção no desenvolvimento, o chefe Toto Wolff concordou com o heptacampeão, sentindo que o clima dentro da equipe mudou.

"Acho que podemos ver a dinâmica positiva, que está caindo e transbordando na organização. Sentimos que o carro está indo bem, que nossos dados casam com os resultados na pista. Não sentíamos isso há algum tempo, e isso contribui para o nosso bom lugar no momento".

Mas Wolff pede cautela, para que a Mercedes não ache que isso garante que os resultados virão.

"Podemos ser cautelosamente otimistas. O que estamos vendo é uma tendência de crescimento. Mas, ao mesmo tempo, podemos ver onde que ainda estamos vulneráveis. Basta olhar para o TL3, sem ter temperatura nos pneus, fomos penhasco abaixo".

VÍDEO: Rico Penteado abre o jogo sobre Michael Schumacher

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #234 – Aston, Ferrari ou Mercedes? Quem se garante como segunda força da F1 em 2023?

 
 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Tsunoda e Stroll são punidos com 3 posições no grid por incidente na classificação
Próximo artigo F1: Pérez admite que Red Bull errou na escolha de pneus durante classificação no Canadá

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil