F1: Sainz acredita em meio de grid equilibrado no GP da Arábia Saudita

Para espanhol da Ferrari, circuitos de alta velocidade tendem a "comprimir" a disputa entre as equipes fora dos ponteiros

F1: Sainz acredita em meio de grid equilibrado no GP da Arábia Saudita
Carregar reprodutor de áudio

A batalha do meio do pelotão da Fórmula 1 pode "comprimir" enormemente no evento de alta velocidade do GP da Arábia Saudita neste fim de semana, segundo Carlos Sainz, da Ferrari. Enquanto se espera que as seções rápidas da nova pista de Jeddah favoreçam a Mercedes na luta à frente, as características parecem destinadas a abrir a disputa pelo melhor do resto.

A escuderia italiana tem se saído melhor em circuitos com maior downforce, enquanto a rival mais próxima, McLaren, tem se destacado em locais com menor força aerodinâmica. Além disso, a AlphaTauri parece ter encontrado mais ritmo em seu carro recentemente e a Alpine está em alta depois do pódio de Fernando Alonso no Catar.

Leia também:

É por isso que Sainz acha que a luta deste fim de semana pode ser incrivelmente acirrada, já que as equipes de meio-campo ainda lutam por posições no campeonato de construtores.

"As últimas pistas são um pouco desconhecidas", disse o espanhol. "Obviamente, em Jeddah não temos ideia do que vamos encontrar. Parece um circuito de alta velocidade e, em casos como esse, vimos que de repente o campo se comprime muito. Pode acontecer isso na Arábia Saudita."

"Em Abu Dhabi, com as novas mudanças que fizeram na pista, parece ser mais veloz do que costumava por haver menos chicanes. Isso também pode juntar todo o pelotão."

"Portanto, serão duas corridas muito, muito difíceis, mas se continuarmos trabalhando como estamos, como equipe, acho que podemos estar confiantes de que continuaremos trazendo pontos e entregando bons resultados."

Carlos Sainz Jr., Ferrari SF21, Charles Leclerc, Ferrari SF21

Carlos Sainz Jr., Ferrari SF21, Charles Leclerc, Ferrari SF21

Photo by: Charles Coates / Motorsport Images

A Ferrari atualmente desfruta de uma vantagem de 39,5 pontos sobre a McLaren em sua luta pelo terceiro lugar no campeonato de construtores com apenas duas rodadas restantes.

Embora as coisas pareçam promissoras para a equipe italiana nessa batalha, o chefe da equipe Mattia Binotto continua cauteloso sobre a situação.

"Obviamente, ainda não acabou, temos duas provas pela frente e estamos realmente nos concentrando em tentar ser os melhores", disse ele. "No entanto, se olhar para onde estávamos no ano passado, em sexto, com poucos pontos, acho que fizemos o máximo que podíamos com os regulamentos atuais."

"No geral, acho que a escuderia fez grandes progressos com o que era possível. Por isso, estou muito feliz porque a terceira posição é um grande resultado para os esforços", concluiu.

SCHUMACHER FURIOSO com SENNA em Interlagos? Saiba da TRETA entre os campeões que POUCOS se lembram

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #148: O jogo virou a favor da Mercedes? Quem é o favorito ao título?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
RETA FINAL: Verstappen vai trocar motor na Arábia? Tributo a Sir Frank Williams
Artigo anterior

RETA FINAL: Verstappen vai trocar motor na Arábia? Tributo a Sir Frank Williams

Próximo artigo

F1: Presidente deixa Sauber por saída de Giovinazzi e detona chefe da equipe

F1: Presidente deixa Sauber por saída de Giovinazzi e detona chefe da equipe
Carregar comentários