F1: Verstappen acredita que Miami e Vegas não substituirão Mônaco

Para o atual campeão, o Principado tem uma história que leva tempo para ser construída

F1: Verstappen acredita que Miami e Vegas não substituirão Mônaco
Carregar reprodutor de áudio

A edição inaugural do GP de Miami de Fórmula 1 teve bilheteria esgotada e uma grande lista de celebridades, criando um evento vibrante para a categoria. Mas Max Verstappen acredita que essa busca da F1 por novas provas como Miami e Las Vegas não vão tirar a força e o status de Mônaco do calendário.

Apesar de críticas, o sucesso do GP de Miami é mais uma prova do crescimento da F1 nos EUA, algo que deve ser expandido ainda mais com a chegada do GP de Las Vegas. A corrida será realizada na noite de sábado usando parte da Strip, a rua mais famosa da cidade, como parte do circuito.

Leia também:

Mônaco é tipicamente conhecida como a "joia da coroa" da F1, mas Miami foi vista como 'aumentando o sarrafo' para a categoria em termos de evento, atraindo numerosas comparações ao Super Bowl.

Mas para Verstappen o sucesso desses novos eventos não vão tirar nada da história de uma corrida como Mônaco.

"Não acho que você possa substituir Mônaco", disse. "Mônaco tem uma história e leva tempo para construir isso. E aqui é completamente diferente de Mônaco, há mais espaço e a atmosfera é diferente. É um tipo de cultura diferente também, o que é bom, porque seria muito chato pilotar sempre em locais com o mesmo ambiente".

"É preciso encontrar um meio termo entre esses tipos de eventos [como Miami], Mônaco e, claro, os circuitos permanentes".

Max Verstappen, Red Bull Racing RB16B, Valtteri Bottas, Mercedes W12, Carlos Sainz Jr., Ferrari SF21, Lando Norris, McLaren MCL35M, and Pierre Gasly, AlphaTauri AT02

Max Verstappen, Red Bull Racing RB16B, Valtteri Bottas, Mercedes W12, Carlos Sainz Jr., Ferrari SF21, Lando Norris, McLaren MCL35M, and Pierre Gasly, AlphaTauri AT02

Photo by: Jerry Andre / Motorsport Images

Ainda restam algumas incertezas sobre o futuro de Mônaco devido o fim do contrato com a F1 após a edição deste ano. Tradicionalmente, o acordo com a categoria envolve o não-pagamento da taxa de realização da corrida, mas as negociações seguem.

Esteban Ocon ecoou os comentários de Verstappen, citando a falta de ultrapassagens como parte do desafio único da pista do principado.

"Mônaco é extremamente especial, tem história por trás, e é uma corrida que você não tem em nenhum outro lugar. Você realmente precisa da classificação e na corrida é difícil de ultrapassar, você precisa correr riscos. Para nós, é completamente diferente".

Mas Ocon reconheceu que é encorajador ver o crescimento da F1 nos EUA, deixando-o animado para ver o que reserva o futuro.

"Vir aos EUA e ver como somos bem recebidos é ótimo, estamos vendo o quanto que o esporte cresceu. Miami, Las Vegas, todas essas cidades, é um sonho para nós correr aqui. Então mal posso esperar para descobrir o que os EUA têm para nós".

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST #177 - Red Bull 'roubou' status de favorita ao título da Ferrari?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
Quebra de disco de freio causou batida de Leclerc com Ferrari de Lauda em Mônaco
Artigo anterior

Quebra de disco de freio causou batida de Leclerc com Ferrari de Lauda em Mônaco

Próximo artigo

F1: Entenda como comportamento do assoalho causa dúvidas sobre futuro do 'zeropod' da Mercedes

F1: Entenda como comportamento do assoalho causa dúvidas sobre futuro do 'zeropod' da Mercedes