F1: Verstappen explica abandono precoce no GP da Austrália

Piloto holandês contou o que aconteceu com o RB20 que fez com que ele saísse mais cedo da corrida

Max Verstappen, Red Bull Racing, Gianpiero Lambiase, engenheiro de corrida, Red Bull Racing

Zak Mauger / Motorsport Images

O atual campeão mundial estava pronto para igualar seu recorde de vitórias consecutivas na Fórmula 1 no GP da Austrália de 2024. Depois de se manter na liderança e dar o golpe final na classificação para outra pole position, Max Verstappen esperava se distanciar do resto do pelotão para vencer no circuito de Albert Park.

Leia também:

No entanto, o holandês foi ultrapassado por Carlos Sainz na segunda volta, depois que o espanhol aproveitou do problema apresentado pelo tricampeão - que o levou a deixar a corrida logo em seguida. A  Red Bull mandou seu piloto para o pitlane depois que começou a sair fumaça de sua roda traseira direita, o que permitiu que todos os seus rivais ganhassem um lugar e tornassem alguém novo para vencer pela primeira vez nesta temporada. 

Ao sair do carro, o holandês foi questionado sobre o que aconteceu depois de ser lembrado de que sua última saída foi no mesmo local em 2022, e explicou: "Podemos ver nos dados que, assim que as luzes [do semáforo] se apagaram, o freio traseiro direito ficou preso. E, é claro, a temperatura ainda estava subindo."

"Então, basicamente, estava pilotando com o freio de mão puxado e é por isso que senti que o carro estava difícil de pilotar em algumas curvas", continuou Max Verstappen sobre o ocorrido. 

Perguntado se isso aconteceu no momento em que as luzes se apagaram, ele disse que sim, mas que sua equipe ainda não sabia o que realmente havia acontecido: "Sim, assim que as luzes se apagaram, ao acelerar, você podia ver um freio, o freio traseiro direito, simplesmente preso. É muito cedo [para saber o que aconteceu], eles vão investigar."

O holandês foi questionado se o abandono foi uma decepção depois de sua longa sequência de vitórias, mas indicou que não foi tanto assim: "Para ser honesto, nem tanto. É claro que estou desapontado com o fato de não ter conseguido terminar a corrida, porque acho que teríamos tido uma boa chance de vencer, pois eu estava sentindo o equilíbrio muito bem nas voltas de formação do grid."

"Eu me senti confiante e com uma boa melhora em comparação com o que senti nas longas corridas que fizemos nos treinos livres, mas há coisas que você não pode controlar", disse o tricampeão mundial.

AO VIVO: Veja DEBATE sobre o GP da Austrália de F1 e as últimas do paddock | PÓDIO

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Podcast: Verstappen fora da Red Bull? Drugo tem chances em 2025?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Sainz aproveita abandono de Verstappen e vence de forma dominante o GP da Austrália
Próximo artigo F1 - VÍDEO: O forte acidente de Russell nas voltas finais do GP da Austrália

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil