F1 - Verstappen: "Só dá para ter sete ou oito títulos com sorte e carro dominante"

Holandês acredita que é preciso estar no lugar certo na hora certa para ser multicampeão da categoria e reiterou que a "perfeição" é impossível

F1 - Verstappen: "Só dá para ter sete ou oito títulos com sorte e carro dominante"
Carregar reprodutor de áudio

Max Verstappen conseguiu seu primeiro título de Fórmula 1 na carreira após a dura temporada de 2021, onde lutou roda a roda com Lewis Hamilton. Foi a primeira vez que alguém de fora da Mercedes ganhou na era híbrida, que começou em 2014. Para o holandês, o que vier após isso é um "bônus" e é preciso "sorte e carro dominante" para chegar aos "sete ou oito títulos".

Em entrevista ao CarNext.com, o piloto da Red Bull refletiu sobre o acirrado campeonato contra o britânico e como serão seu pensamento e abordagem para o futuro. Além disso, reiterou que é impossível alcançar a perfeição em qualquer área que seja.

Leia também:

"Tudo o que vier depois da última temporada será apenas um bônus e vou aproveitar", disse Verstappen. "Isso não significa que não ficarei triste se perder uma corrida. Ficarei, mas talvez em alguns minutos eu já possa ter esquecido."

"Você precisa de sorte para conseguir sete ou oito títulos e uma equipe muito dominante. Então, nem sempre essa chance é possível. Às vezes só não acontece. Pessoalmente, sempre quis ganhar um título. Veremos exatamente em que direção seguiremos."

Segundo Verstappen, a maior pressão que sentiu ao longo do campeonato de 2021 não foi na decisão em Abu Dhabi, e sim no GP da Holanda, sua corrida em casa, que voltou ao calendário da F1 após 36 anos.

"Foi ainda maior do que em Yas Marina", declarou. "Eu queria que todo o fim de semana fosse perfeito e não poderia ter sido melhor do que isso. Tentaram de tudo para me impedir, mas no final eu ganhei. Fiquei bem aliviado quando cruzei a linha de chegada."

Max Verstappen claims 2021 F1 World Champion

Max Verstappen claims 2021 F1 World Champion

Fotoğraf: ExxonMobil

O desempenho e conquistas de Max não mudaram sua opinião de que sempre há espaço para melhorar, independente do quanto o piloto domina cada aspecto.

"Pessoalmente, sempre digo a mim mesmo que não dá para ser perfeito em nenhuma área", reiterou. "Então, você chega no máximo em 98% ou como queira medir. Não tem como não haver melhorias."

"Por exemplo, como posso tornar meu fim de semana um pouco mais eficiente? Como posso me preparar melhor? Como posso ter certeza de que tenho um equilíbrio eficaz entre classificação e corrida? Como posso entender os pneus? Estou falando sobre coisas desse tipo."

Verstappen acrescentou: "Estou muito feliz com a maneira como as coisas estão indo até agora".

“Acho que tivemos uma ótima temporada em 2021, e foram muitas imprevisibilidades ao longo do ano. Duas equipes estavam lutando uma contra a outra, e isso é mais emocionante do que quando era sempre uma escuderia dominando e apenas a sua dupla disputando entre si."

O MISTÉRIO de HAMILTON: até que ponto SILÊNCIO de piloto é válido?

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #158 – TELEMETRIA DE FÉRIAS: Rico Penteado explica novo carro da F1

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST:

compartilhar
comentários
F1: Em preparação para 2022, Gasly testa com AlphaTauri em Ímola
Artigo anterior

F1: Em preparação para 2022, Gasly testa com AlphaTauri em Ímola

Próximo artigo

F1: CEO da Alpine alerta para possível sumiço de Monza e Silverstone caso não igualem modernidade de novas pistas

F1: CEO da Alpine alerta para possível sumiço de Monza e Silverstone caso não igualem modernidade de novas pistas
Carregar comentários