F1: Verstappen vence GP dos EUA marcado por 'guerra estratégica' de pneus e aumenta diferença no Mundial

Calor teve um papel importante e a estratégia de troca de pneus fez a diferença

F1: Verstappen vence GP dos EUA marcado por 'guerra estratégica' de pneus e aumenta diferença no Mundial

Em meio à festa nas arquibancadas, o calor teve um papel fundamental no GP dos Estados Unidos de Fórmula 1 deste domingo. A disputa na pista teve ainda outro fator determinante: a estratégia nas paradas para troca de pneus. E nesta 'guerra estratégica', quem levou a melhor foi Max Verstappen, que conseguiu superar Lewis Hamilton com o undercut na primeira parada e se manteve na frente até o fim. Sergio Pérez garantiu a última posição do pódio.

Completaram o top 10: Charles Leclerc, Daniel Ricciardo, Valtteri Bottas, Carlos Sainz, Lando Norris, Yuki Tsunoda e Sebastian Vettel. 

Leia também:

 

O aquecimento para o GP foi uma verdadeira exibição da força que a F1 pode ter nos Estados Unidos, com arquibancadas cheias em festa e grid lotado de grandes nomes do esporte e do entretenimento, como a tenista Serena Williams e o ex-jogador de basquete Chris Bosh.

Na largada, Hamilton largou bem e, apesar da espremida de Verstappen, assumiu a liderança na primeira curva, deixando o holandês ainda pressionado pelo companheiro de equipe. Pouco atrás, as McLarens e Ferraris protagonizavam uma belíssima disputa pela quarta posição.

Mais atrás, Stroll e Latifi acabaram se tocando, com o piloto da Aston Martin rodando. Isso causou uma breve bandeira amarela localizada.

 

Ao final da primeira volta de um total de 56, Hamilton liderava com Verstappen em segundo, Pérez em terceiro, Leclerc em quarto e Ricciardo em quinto. Completavam o top 10: Sainz, Norris, Tsunoda, Bottas e Gasly.

Apesar de estar a menos de um segundo, Verstappen não conseguia se aproximar de Hamilton a ponto de atacá-lo. Os dois rivais trocavam voltas rápidas, em busca do ponto extra.

 

Muitos pilotos da metade final do grid apostaram em fazer a primeira parada ainda no começo da prova, com menos de 10 voltas, colocando um jogo de duros e praticamente confirmando a realização de duas trocas no GP.

Verstappen foi o primeiro a entrar nos boxes, no início da volta 11, colocando pneus duros. Com isso, Hamilton tinha 5s de vantagem para Pérez, agora em segundo. O holandês voltou em quinto, atrás de Leclerc e Ricciardo, e a 20s do piloto da Mercedes.

O holandês voltou voando, mas Hamilton indicou para a equipe que os pneus estavam ok, deixando no ar a possibilidade de fazer apenas uma parada com a Mercedes. Mas isso não aconteceu, com ele entrando na volta 14. Assim, ele perdeu a liderança, voltando ainda 6s4 atrás da Red Bull.

 

Pierre Gasly foi o primeiro a abandonar na corrida, na volta 15. Segundo o francês, sua AlphaTauri teve uma falha na suspensão, mas ele conseguiu voltar aos boxes, impedindo uma bandeira amarela ou safety car.

No início da 20ª volta, Verstappen seguia na ponta, com 6s de vantagem para Hamilton, enquanto Pérez era o terceiro, 5s atrás do britânico. Leclerc era o quarto e Ricciardo o quinto, com Sainz, Norris, Bottas, Tsunoda e Raikkonen completando os dez primeiros.

Uma disputa que chamou a atenção no meio da prova foi a de Alonso x Giovinazzi, com ambos fazendo ultrapassagens por fora e tendo que devolver a posição para o outro e o espanhol levando a melhor. Lá na frente, Hamilton começava a baixar consideravelmente a diferença para Verstappen, chegando a menos de 3s na volta 26.

A Red Bull trouxe Verstappen novamente para os boxes na volta 30 para colocar um novo jogo de pneus duros. A Mercedes orientou Hamilton a acelerar nos minutos que antecediam sua segunda parada.

 

Hamilton entrou nos boxes no início da volta 38. O britânico colocou um novo jogo de pneus duros, voltando 8s4 atrás de Verstappen com 18 giros ainda pela frente.

Hamilton saiu dos boxes voando. Quatro voltas depois, essa diferença já baixava da casa de 5s. A 10 giros do fim, a vantagem de Verstappen girava em torno de 3s.

A cinco voltas do fim, a diferença ficava em 1s9, já sendo mais difícil de baixar o resto da vantagem de Vertstappen. Pérez era o terceiro, com Leclerc em quarto e Ricciardo em quinto. O australiano conseguia abrir vantagem para Sainz após uma disputa intensa. Bottas ocupava a sétima posição.

No final, Max Verstappen conseguiu se manter à frente apesar do ímpeto de Lewis Hamilton, obtendo uma vitória importante em uma pista vista anteriormente como favorável à Mercedes. O heptacampeão foi o segundo, e vê o rival abrindo vantagem no Mundial de Pilotos. Sergio Pérez completou o pódio.

Completaram o top 10: Charles Leclerc, Daniel Ricciardo, Valtteri Bottas, Carlos Sainz, Lando Norris, Yuki Tsunoda e Sebastian Vettel.

A Fórmula 1 tira agora uma semana de folga, retornando entre 05 e 07 de novembro com o GP do México, um retorno ao Autódromo Hermanos Rodríguez após o cancelamento da edição de 2020. No Motorsport.com você acompanha a melhor cobertura da principal categoria do automobilismo mundial.

Cla   # Piloto Equipe Motor Voltas Dif. Líder Pontos
1   33 Netherlands Max Verstappen Red Bull Honda 56   25
2   44 United Kingdom Lewis Hamilton Mercedes Mercedes 56 1.333 19
3   11 Mexico Sergio Perez Red Bull Honda 56 42.223 15
4   16 Monaco Charles Leclerc Ferrari Ferrari 56 52.246 12
5   3 Australia Daniel Ricciardo McLaren Mercedes 56 1'16.854 10
6   77 Finland Valtteri Bottas Mercedes Mercedes 56 1'20.128 8
7   55 Spain Carlos Sainz Jr. Ferrari Ferrari 56 1'23.545 6
8   4 United Kingdom Lando Norris McLaren Mercedes 56 1'24.395 4
9   22 Japan Yuki Tsunoda AlphaTauri Honda 55   2
10   5 Germany Sebastian Vettel Aston Martin Mercedes 55   1
11   99 Italy Antonio Giovinazzi Alfa Romeo Ferrari 55    
12   18 Canada Lance Stroll Aston Martin Mercedes 55    
13   7 Finland Kimi Raikkonen Alfa Romeo Ferrari 55    
14   63 United Kingdom George Russell Williams Mercedes 55    
15   6 Canada Nicholas Latifi Williams Mercedes 55    
16   47 Germany Mick Schumacher Haas Ferrari 54    
17   9 Russian Federation Nikita Mazepin Haas Ferrari 54    
  dnf 14 Spain Fernando Alonso Alpine Renault 49    
  dnf 31 France Esteban Ocon Alpine Renault 40    
  dnf 10 France Pierre Gasly AlphaTauri Honda 14    

F1 AO VIVO: A GUERRA ESTRATÉGICA entre Verstappen e Hamilton no GP dos Estados Unidos; veja o debate

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #139 – Qual o campeonato da F1 mais emocionante do século?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Chefe de Austin acredita que um piloto americano vencedor sustentaria "três ou quatro corridas nos EUA"
Artigo anterior

F1: Chefe de Austin acredita que um piloto americano vencedor sustentaria "três ou quatro corridas nos EUA"

Próximo artigo

F1: Verstappen abre 12 pontos na liderança e Red Bull se aproxima de Mercedes nos construtores; confira classificação

F1: Verstappen abre 12 pontos na liderança e Red Bull se aproxima de Mercedes nos construtores; confira classificação
Carregar comentários