F1: Vettel fala em "mistura de emoções" ao ver Hamilton quebrar recorde de Schumacher

compartilhar
comentários
F1: Vettel fala em "mistura de emoções" ao ver Hamilton quebrar recorde de Schumacher
Por:
, Editor

Tetracampeão mundial afirmou que recorde vitórias de Schumacher “sempre foi um número que parecia difícil de alcançar”

Sebastian Vettel disse nesta quinta-feira que terá uma "mistura de emoções" sobre a perspectiva de Lewis Hamilton quebrar o recorde de vitórias na Fórmula 1 de Michael Schumacher, mas disse que o piloto da Mercedes "merece todo o sucesso" que aproveita.

Hamilton empatará o recorde de Schumacher de 91 vitórias na F1 se vencer o GP da Rússia neste final de semana e está em vias de ultrapassar o alemão em um futuro próximo.

Leia também:

Isso faria com que mais um recorde de Schumacher caísse para Hamilton, que também mira em alcançar o alemão no número de títulos na F1 ainda neste ano - são sete títulos de Schumacher e seis de Hamilton.

Vettel é o terceiro colocado na lista de vitórias de todos os tempos na F1, com 53 triunfos em seu nome, e admirava Schumacher quando era pequeno. “Sempre foi um número que parecia impossível de alcançar”, disse Vettel, se referindo à contagem de vitórias de Schumacher.

“Agora, vendo os últimos anos e o histórico de Lewis, ele estava cada vez mais perto, e eu acho que provavelmente a esta altura é uma questão de tempo chegar a isso”.

“Por um lado, com certeza ficarei triste, porque Michael ainda é meu herói”.

“Por outro lado, ficarei muito feliz por Lewis. Ele merece todo o sucesso que teve nos últimos anos e vai ter neste ano. Não sei se ele continua [na F1], mas acho que sim, e nos próximos anos”.

“Um pouco meio a meio, uma mistura de emoções. Para mim, eu não sei. Obviamente, estou longe”.

“Era sempre um desses números que parecia impossível, mas até o ponto em que alguém chega lá e chega perto e quebra”.

Schumacher é o maior vencedor da F1 desde o GP da Bélgica de 2001, quando quebrou o recorde anterior de 51 vitórias, estabelecido por Alain Prost.

Questionado sobre o que significaria igualar o recorde de Schumacher, Hamilton se recusou a se adiantar, antecipando que enfrentaria um desafio difícil em Sochi neste final de semana.

“Eu não sei o que significaria para mim, para ser honesto”, disse Hamilton. “Esta é uma pista onde Valtteri [Bottas] venceu o seu primeiro GP, Valtteri é muito rápido neste circuito. E as Red Bulls serão rápidas aqui como foram no ano passado”.

“Portanto, é uma tarefa difícil chegar a um final de semana e vencer. Se acontecer, vai acontecer em algum momento, não vou desistir tão cedo”.

“Não posso te dizer como vou me sentir ou o que isso vai significar. Ou se vai significar alguma coisa”.

“Existem outras questões e coisas maiores acontecendo no mundo. Mas é claro que é uma honra, mas isso também não significa nada”.

Ferrari SF1000

(Temporada 2020)

Ferrari SF1000

Motor: Ferrari
Combustível: Shell
Pneus: Pirelli

Pilotos:

16 - Charles Leclerc

5 - Sebastian Vettel

Entenda como Lawrence Stroll passou de 'papai de piloto pagante' a homem-forte na Fórmula 1

PODCAST: Qual é o limite de Max Verstappen na Red Bull?

 

F1: Grosjean rejeita Indy, mas vê opções na F-E e WEC caso perca vaga na Haas

Artigo anterior

F1: Grosjean rejeita Indy, mas vê opções na F-E e WEC caso perca vaga na Haas

Próximo artigo

DIRETO DO PADDOCK comenta rumores de Pérez na Haas, o ‘não’ de Verstappen a Hamilton e o futuro de Grosjean

DIRETO DO PADDOCK comenta rumores de Pérez na Haas, o ‘não’ de Verstappen a Hamilton e o futuro de Grosjean
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Luke Smith