F1: Wolff defende Hamilton após acidente com Verstappen: "É preciso dois para dançar o tango"

Piloto britânico colidiu com o holandês na primeira volta da corrida de Silverstone

F1: Wolff defende Hamilton após acidente com Verstappen: "É preciso dois para dançar o tango"

O chefe da Mercedes Toto Wolff defendeu Lewis Hamilton após o acidente envolvendo o heptacampeão com Max Verstappen na primeira volta do GP da Grã-Bretanha de Fórmula 1: "É preciso dois para dançar o tango".

Hamilton colidiu com Verstappen na primeira volta da corrida de Silverstone, quando lutavam pela liderança. A batida lançou o holandês da Red Bull para fora da pista, quebrando as barreiras do lado de fora da curva em alta velocidade.

Leia também:

Após o acidente, o chefe da Red Bull Christian Horner detonou Hamilton, afirmando que o britânico teve uma "pilotagem suja" no incidente.

"Acho que foi um ato de desespero. Ele falhou ao não fazer o movimento na primeira parte da curva, o que ele estava buscando, e depois fez um movimento desesperado, tentando colocar uma roda por fora, algo que não se faz", disse.

"Vocês sabem melhor do que ninguém, a Copse é uma das curvas mais rápidas do mundo. Você não coloca uma roda por dentro. Isso é pilotagem suja."

Wolff, no entanto, acredita que o contato entre o líder e o vice-líder do Mundial nada mais é do que um incidente de corrida.

“Acho que, em primeiro lugar, vimos uma corrida dramática e emocionante hoje, com Lewis vencendo o GP da Grã-Bretanha novamente e pegando Charles no final, então acho que foi algo para todos”, disse.

“Quanto ao incidente, sempre é preciso dois para dançar o tango, e esses dois não estão se dando um centímetro."

“É uma curva de alta velocidade... Essas coisas são desagradáveis de se olhar, mas há um regulamento claro e isso é algo preto e branco no papel e, como piloto de corrida, você pode ter uma perspectiva diferente do carro, mas você precisa entender exatamente que se o eixo dianteiro está sobre o meio do carro do lado de fora, é o seu canto."

“No final, eles estavam competindo muito um com o outro. Durante a corrida, vimos ultrapassagens lá, Charles e Lewis foram outro exemplo, e acho que você só precisa dar um ao outro [espaço]. Essa teria sido a minha opinião.”

O dirigente da Mercedes disse que "o mais importante" é que Verstappen está bem.

“Foi uma corrida difícil, e às vezes, se nenhum deles ceder, termina em colisões”, disse.

“O mais importante é que [Max] está bem como parece e o resto da corrida foi ótimo ... [mas] você olha para a primeira volta e sabe que algo está vindo aqui", concluiu.

F1 2021: Debate sobre GP DA GRÃ-BRETANHA, com comentários de Rico Penteado e Felipe Motta | PÓDIO

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #118: Quais 'passagens de bastão' mais emblemáticas da F1?

 

.

compartilhar
comentários
F1: Red Bull critica "lobby" de Wolff e penalidade "leve" a Hamilton
Artigo anterior

F1: Red Bull critica "lobby" de Wolff e penalidade "leve" a Hamilton

Próximo artigo

F1: Verstappen recebe alta do hospital após acidente com Hamilton

F1: Verstappen recebe alta do hospital após acidente com Hamilton
Carregar comentários