Últimas notícias

F1: Wolff teme que dores nas costas possam impedir Hamilton de disputar GP do Canadá

Chefe da Mercedes se preocupa com a possibilidade do caso de Hamilton ir além de apenas dores musculares

Lewis Hamilton, Mercedes-AMG, in Parc Ferme

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, teme que as dores nas costas de Lewis Hamilton, causadas pelo porpoising do W13 em Baku possam comprometer sua participação na próxima etapa da Fórmula 1, o GP do Canadá, já na próxima semana.

Hamilton foi visto sofrendo para sair do carro após terminar em quarto no Azerbaijão, com suas costas doendo pelo porpoising excessivo. Ele comentou sobre isso após a prova.

Leia também:

"Eu me segurava e ficava fechando os dentes devido à dor e a adrenalina. Não tenho como expressar a dor que sentia, especialmente na reta. No final, você está praticamente rezando para que isso acabe".

Wolff disse que o nível de desconforto de Hamilton após a corrida mostra que os problemas vão além do esperado, expressando preocupações sobre o que o heptacampeão terá que passar.

"Ele está bem mal. Temos que encontrar uma solução. Neste ponto, acho que ele é o piloto que mais sofre. Mas até onde eu sei, os pilotos já cobraram uma ação".

Questionado sobre a possibilidade do impacto disso tirar Hamilton do próximo GP, Wolff disse: "Sim, definitivamente. Não vi ele ainda, não falei com ele, mas é visível que não é algo mais muscular. Se isso chegar até a coluna, pode ter consequências sérias".

Lewis Hamilton, Mercedes-AMG, in Parc Ferme

Lewis Hamilton, Mercedes-AMG, in Parc Ferme

Photo by: Sam Bloxham / Motorsport Images

A Mercedes sempre tem um piloto reserva nas corridas, normalmente um dos que correm pela equipe na Fórmula E, Stoffel Vandoorne e Nyck de Vries, concordando que faz sentido ter alguém à disposição.

"Não acho que seja algo exclusivo de Lewis. Ele deve ser o mais afetado, mas isso também afeta George e outros. A solução pode ser ter alguém na reserva, o que já fazemos em todas as corridas, para garantir que teremos os dois carros na pista".

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Artigo anterior F1: Russell celebra resultado em Baku em ano 'difícil'
Próximo artigo Equipes da F1 rejeitaram no ano passado mudança nas regras para erradicar porpoising
Assinar