“Foi a melhor corrida da minha vida”, destaca Alonso

compartilhar
comentários
“Foi a melhor corrida da minha vida”, destaca Alonso
Por:

Espanhol se diz surpreso por ter andado na zona de pontuação, mas admite que será difícil repetir desempenho em pistas mais convencionais

Fernando Alonso, McLaren MCL32, Esteban Ocon, Force India VJM10
Fernando Alonso, McLaren MCL32
Fernando Alonso, McLaren MCL32
Fernando Alonso, McLaren MCL32
Fernando Alonso, McLaren MCL32, leads Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team RS17
Fernando Alonso, McLaren
Fernando Alonso, McLaren MCL32
Fernando Alonso, McLaren MCL32
Fernando Alonso, McLaren MCL32
Fernando Alonso, McLaren MCL32, is returned to the garage
Fernando Alonso, McLaren MCL32
Fernando Alonso, McLaren

Fernando Alonso afirmou que fez a melhor corrida de sua vida durante o GP da Austrália antes de ser obrigado a abandonar a prova com uma quebra de suspensão.

O piloto da McLaren obteve o 13º lugar do grid e estava na zona de pontuação, em 10º, quando sua suspensão apresentou problemas a sete voltas para o fim. Alonso considera que estar na zona de pontuação com “um carro que não é competitivo” trata-se de um fato surpreendente.

“Era provavelmente a melhor corrida da minha vida até aquele momento [da quebra]. Por poucas vezes eu tive um carro que não é competitivo desse jeito, sem nenhuma preparação durante os testes, tendo que economizar combustível de maneira brutal. Acho que tínhamos de aliviar 1s por volta, e mesmo assim estávamos nos pontos”, analisou o bicampeão.

“Foi uma surpresa enorme o que estávamos fazendo, mas, no fim, não conseguimos completar a corrida. Mas foi provavelmente uma das melhores corridas que já fiz.”

O piloto espanhol admite que as próximas corridas serão ainda mais difíceis para a McLaren considerando a falta de potência do motor Honda, que acredita que o fez ser mais de 30 km/h mais lento que os rivais nas retas.

“Como eu disse, haverá poucos fins de semana como esse, com um 13º na classificação e andando na zona de pontos. Acho que isso será algo praticamente impossível nas próximas corridas. Essa pista é muito difícil, estreita, ondulada, onde é preciso ter experiência. Em pistas normais, nossa posição será um pouco abaixo disso, então precisamos melhorar imediatamente – caso contrário, teremos corridas muito frustrantes.”

Alonso mais uma vez insistiu que a McLaren e a Honda precisam reagir rapidamente para poder lutar pelos pontos. Questionado a respeito do plano da Honda em introduzir uma evolução no motor durante a temporada, ele afirmou: “Não sei. Essa é mais uma questão para a McLaren, que precisa encontrar algo o mais rápido possível. Caso contrário, eu e Stoffel [Vandoorne, seu companheiro de equipe] faremos de tudo em todos fins de semana e ainda assim será difícil de pontuar.”

Vandoorne terminou a corrida como o último colocado, em 13º, com duas voltas de atraso em relação ao vencedor, Sebastian Vettel, da Ferrari. 

Hamilton evita culpar Mercedes por tática: “tive que parar”

Artigo anterior

Hamilton evita culpar Mercedes por tática: “tive que parar”

Próximo artigo

Engenheiro diz que vitória “caiu nas mãos” da Ferrari

Engenheiro diz que vitória “caiu nas mãos” da Ferrari
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Localização Melbourne Grand Prix Circuit
Pilotos Fernando Alonso
Equipes McLaren
Autor Pablo Elizalde