Hamilton vence GP da Toscana marcado por batidas e interrupções

compartilhar
comentários
Hamilton vence GP da Toscana marcado por batidas e interrupções
Por:
, Repórter

Primeira prova da categoria máxima do automobilismo em Mugello teve duas bandeiras vermelhas, três largadas e oito abandonos

Corrida inédita na história da Fórmula 1, o GP da Toscana foi marcado por vários acidentes e duas interrupções neste domingo. De todo modo, a vitória voltou ao colo de Lewis Hamilton, piloto da Mercedes que lidera com folga a temporada 2020 rumo ao heptacampeonato. 

O britânico superou o companheiro Valtteri Bottas após ser passado pelo finlandês na primeira de três largadas. O troco foi dado no segundo salto em Mugello. O pódio foi completado pelo anglo-tailandês Alexander Albon, da Red Bull. Foi o primeiro top-3 do piloto na F1. 

O editor recomenda:

Entre as batidas, os destaques foram incidentes que levaram ao abandono de Max Verstappen, holandês da Red Bull, e de Lance Stroll, canadense da Racing Point. Sem contar o 'engavetamento' envolvendo o espanhol Carlos Sainz, que correrá pela Ferrari no ano que vem.

A escuderia, aliás, completou seu 1000º GP na F1 neste fim de semana. Entretanto, os fãs da equipe italiana tiveram pouco para comemorar. O monegasco Charles Leclerc largou muito bem e chegou a brigar pela ponta, mas terminou apenas em oitavo. Já o alemão Sebastian Vettel fez corrida discreta e completou em décimo. Repórter do Motorsport.com, Jonathan Noble informa o top-10:

 

A corrida

Na largada, Bottas saltou bem e ultrapassou Hamilton para assumir a liderança. Leclerc também saiu com velocidade e pulou para terceiro, desbancando os dois carros da Red Bull. Na sequência, Verstappen abandonou após incidente envolvendo vários carros.

 

O holandês teve problemas no motor de sua Red Bull e foi atingido pelo finlandês Kimi Raikkonen, da Alfa Romeo, causando um acidente múltiplo em Mugello. Na sequência, Raikkonen atingiu o francês Pierre Gasly, da AlphaTauri.

Verstappen e Gasly abandonaram. Mais atrás, o espanhol Carlos Sainz, da McLaren, rodou em 'lance' com o canadense Lance Stroll, da Racing Point. Na sequência, o alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, tocou de leve em Sainz. Os três seguiram na prova.

Após a bandeira amarela causada pelos primeiros incidentes, o safety car recolheu e o finlandês Valtteri Bottas, que liderava o pelotão com a Mercedes, acelerou. Logo após, desacelerou. Com isso, os carros do fundo do grid foram 'enganados' e houve grande acidente.

Os pilotos de trás foram iludidos pela aparente aceleração de Bottas e pisaram fundo, mas o finlandês reduziu a velocidade e causou um engavetamento envolvendo um total de quatro carros.

 

Entre eles, Sainz, o italiano Antonio Giovinazzi, da Alfa Romeo, o dinamarquês Kevin Magnussen, da Haas, e o canadense Nicholas Latifi, da Williams. O incidente ocorreu na reta de Mugello e causou a interrupção da prova com bandeira vermelha.

A segunda largada

Em nova largada parada, Hamilton saltou bem e deu o troco em Bottas, reassumindo a liderança. Leclerc partiu para cima das Mercedes, mas ficou mesmo em terceiro. Imediatamente atrás, Stroll e Pérez. Albon caiu de quarto para sétimo, atrás de Ricciardo.

 

Na sequência, Leclerc começou a sofrer com o rendimento da Ferrari e perdeu sucessivas posições. O piloto fez seu pit stop e colocou pneus duros, voltando no fim do grid e iniciando sua recuperação. 

Depois da rodada de paradas, Hamilton seguiu na liderança à frente de Bottas. Ricciardo ganhou posições 'nos boxes' e apareceu em terceiro. Stroll era quarto e Albon se recuperou para subir para quinto, à frente de Pérez.

Leclerc teve que fazer um novo pit stop e voltou à pista atrás de Vettel, com compostos médios. Na volta 44 de 59, Stroll escapou por furo de pneu e bateu, gerando a entrada de mais um safety car. Com isso, Bottas imediatamente foi para os boxes, colocando borrachas médias. Depois, foi a vez de Hamilton repetir a estratégia, voltando à frente. Nova bandeira vermelha tremulou e a corrida foi interrompida pela segunda vez. 

 

Terceira largada

O terceiro salto do GP da Toscana teve Ricciardo como grande protagonista, já que o australiano passou Bottas para subir para segundo. Depois, porém, o piloto da Mercedes deu o troco e reassumiu a vice-liderança. Na sequência, Albon passou Ricciardo. Hamilton venceu.

 

Resultado final

Cla   # Piloto Chassi Motor Voltas Tempo Diferença Intervalo km/h Pits Abandono Pontos
1   44 United Kingdom Lewis Hamilton Mercedes Mercedes 59 -       5   26
2   77 Finland Valtteri Bottas Mercedes Mercedes 59 4.880 4.880 4.880   5   18
3   23 Thailand Alexander Albon Red Bull Honda 59 8.064 8.064 3.184   5   15
4   3 Australia Daniel Ricciardo Renault Renault 59 10.417 10.417 2.353   5   12
5   11 Mexico Sergio Perez Racing Point Mercedes 59 15.650 15.650 5.233   5   10
6   4 United Kingdom Lando Norris McLaren Renault 59 18.883 18.883 3.233   5   8
7   26 Russian Federation Daniil Kvyat AlphaTauri Honda 59 21.756 21.756 2.873   5   6
8   16 Monaco Charles Leclerc Ferrari Ferrari 59 28.345 28.345 6.589   5   4
9   7 Finland Kimi Raikkonen Alfa Romeo Ferrari 59 29.770 29.770 1.425   6   2
10   5 Germany Sebastian Vettel Ferrari Ferrari 59 29.983 29.983 0.213   6   1
11   63 United Kingdom George Russell Williams Mercedes 59 32.404 32.404 2.421   5    
12   8 France Romain Grosjean Haas Ferrari 59 42.036 42.036 9.632   5    
  dnf 18 Canada Lance Stroll Racing Point Mercedes 42         3 Rodou  
  dnf 31 France Esteban Ocon Renault Renault 7         2 Colisão  
  dnf 6 Canada Nicholas Latifi Williams Mercedes 6           Colisão  
  dnf 20 Denmark Kevin Magnussen Haas Ferrari 5           Colisão  
  dnf 99 Italy Antonio Giovinazzi Alfa Romeo Ferrari 5           Colisão  
  dnf 55 Spain Carlos Sainz Jr. McLaren Renault 5           Colisão  
  dnf 33 Netherlands Max Verstappen Red Bull Honda 0           Colisão  
  dnf 10 France Pierre Gasly AlphaTauri Honda 0           Colisão

F1 2020: GP da Toscana tem acidente bizarro e surpresas no "meio do bolo"; acompanhe debate

 

Filho de Schumi guia Ferrari do pai em Mugello; Vettel tentou comprar o carro

Artigo anterior

Filho de Schumi guia Ferrari do pai em Mugello; Vettel tentou comprar o carro

Próximo artigo

TABELA F1: Hamilton aumenta 'massacre' sobre Bottas

TABELA F1: Hamilton aumenta 'massacre' sobre Bottas
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Toscana
Autor Carlos Costa