Fórmula 1
19 set
-
22 set
Evento encerrado
26 set
-
29 set
Evento encerrado
10 out
-
13 out
Evento encerrado
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Treino Livre 2 em andamento . . .
R
GP de Abu Dhabi
28 nov
-
01 dez
Próximo evento em
12 dias

Dono da Haas se diz frustrado por ter problemas com temperatura de pneus

compartilhar
comentários
Dono da Haas se diz frustrado por ter problemas com temperatura de pneus
Por:
15 de mai de 2019 14:25

Gene Haas admitiu frustração com papel que a gestão de pneus está tendo em 2019, dizendo que seu time está “enfrentando problemas com o termômetro”

A Haas tem lutado na atual temporada para encontrar uma janela de operação ideal dos pneus durante as corridas, mostrando, com frequência, um desempenho promissor nos treinos classificatórios.

Mas as temperaturas mais altas e a natureza do circuito de Barcelona contribuíram para melhorar a performance do time, onde Kevin Magnussen terminou em sétimo, sendo o "melhor do resto", e Romain Grosjean foi décimo.

Leia também:

“Acho que tivemos um início de temporada miserável,” disse Gene Haas ao Motorsport.com. “Nós nos classificamos realmente bem, então isso mostra que podemos fazer uma ou duas voltas rápidas. Mas quando nós perdemos temperatura nos pneus, e quando você perde temperatura, os carros simplesmente perdem rendimento.”

“Domingo foi um dia quente, e nós não tivemos problemas, porém, na relargada de Grosjean seus pneus estavam um pouco frios, e em algumas voltas depois ele havia reencontrado a velocidade. Manter os pneus no pico é algo crítico.”

“Parece que é uma questão de sorte conseguir manter os pneus na zona de temperatura ideal. Seria legal se a Pirelli pudesse fazê-los menos sensíveis. Estamos lutando contra o termômetro, não contra carros de corrida.”

Gene Haas adicionou que o time precisa achar uma performance estável: “O pelotão intermediário está muito apertado. Nós estamos obviamente mais lentos nas retas do que vários de nossos adversários, mas somos capazes de ficar à frente nas curvas. Nós temos muito arrasto aerodinâmico em alta velocidade, mas o downforce nos faz melhores nas curvas.

Gunther Steiner, chefe da Haas, esperava que Barcelona fosse mais favorável para os carros preto e dourados, mas continua atento que ainda tenham problemas a resolver na questão dos pneus no longo prazo.

“Nós sabíamos que desde os testes que podíamos fazer os pneus funcionarem em Barcelona,” disse Steiner quando perguntado pelo Motorsport.com. “Foi um claro sinal de progresso em Baku, porque a prova do Azerbaijão foi um pouco sem graça para nós, porque antes nós sempre tivemos os carros no top 10 nas classificações.”

“Nós sabemos da velocidade do carro, nós só não conseguimos fazer os pneus funcionarem em algumas pistas e em Barcelona funcionaram, estivemos no limite, conseguimos.”

“Mas precisamos fazer o necessário para encontrar um modo de fazer os pneus funcionarem em qualquer lugar, porque é claro que o carro é bom. Não há nenhuma dúvida sobre isso, a velocidade do carro.”

Kevin Magnussen, Haas F1 Team VF-19, leads Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-19, and Carlos Sainz Jr., McLaren MCL34

Kevin Magnussen, Haas F1 Team VF-19, leads Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-19, and Carlos Sainz Jr., McLaren MCL34

Photo by: Glenn Dunbar / LAT Images

Próximo artigo
Pilotos da F1 se dizem preocupados com falta de ultrapassagens em Zandvoort

Artigo anterior

Pilotos da F1 se dizem preocupados com falta de ultrapassagens em Zandvoort

Próximo artigo

Mazepin coloca Mercedes na frente no último teste em Barcelona; Sette Câmara tem problemas

Mazepin coloca Mercedes na frente no último teste em Barcelona; Sette Câmara tem problemas
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Espanha
Equipes Haas F1 Team
Autor Adam Cooper