Hamilton: não ter Alonso na F1 em 2018 "seria uma lástima”

Em entrevista a jornal espanhol, Lewis Hamilton expressou muito respeito por Fernando Alonso e comentou que gostaria de voltar a disputar vitórias e títulos com asturiano

Hamilton: não ter Alonso na F1 em 2018 "seria uma lástima”
(L to R): Fernando Alonso, McLaren with Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 in the FIA Press Conference
(Esquerda para direita): Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1, e Fernando Alonso, Ferrari, homenageando Sir Jack Brabham, no grid
Fernando Alonso, Scuderia Ferrari e Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 Team
O pódio vencedor da corrida Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 com Fernando Alonso, Ferrari
Fernando Alonso, McLaren com Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1
(L to R): Fernando Alonso, McLaren with Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 in the FIA Press Conference
Fernando Alonso, McLaren talks to engineer Mark Temple
(L to R): Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 on the podium with Mark Webber, Porsche Team WEC Driver / Channel 4 Presenter
Carregar reprodutor de áudio

Lewis Hamilton e Fernando Alonso foram 'inimigos mortais' quando dividiram a McLaren, em 2007 - ano de estreia do britânico na Fórmula 1. De lá para cá, entretanto, o relacionamento entre os dois melhorou e hoje é de respeito mútuo.

Apesar dos momentos tensos no passado, Hamilton considera Alonso um dos melhores pilotos do grid atualmente e revelou, em entrevista ao diário espanhol El País que a F1 perderia muito se o asturiano não seguisse na categoria após o fim do contrato atual com a McLaren, que se encerra ao final do próximo ano. O britânico também destacou que gostaria de voltar a disputar vitórias e títulos com Alonso.

“Seria uma lástima, uma verdadeira lástima, se Fernando deixasse a categoria ao final do ano que vem e eu não tivesse a oportunidade de voltar a disputar vitórias e títulos com ele. Não seria bom para a F1 perder alguém com tamanho talento. Gostaria de ver a McLaren dando a ele um carro capaz de figurar na briga por vitórias, assim eu poderia voltar a medir forças com ele", disse.

Muitos na F1 acreditam que a temporada 2007 mudou os rumos da carreira de Alonso. Hamilton, porém, não crê que o encontro entre os dois tenha influenciado na trajetória  profissional do espanhol.

“Não vejo desta forma, aquilo também não foi fácil para mim. Foi um período de muito aprendizado para mim e creio que tenha sido o mesmo para ele. A partir dali, cada um tomou decisões que nos levaram para onde estamos agora. Honestamente, não acredito que aquele ano tenha influenciado no momento atual. Para mim, ele segue sendo um dos melhores pilotos do grid, sempre disse isso", afirmou.

Hamilton concluiu afirmando que entende e leva a sério a 'ameaça' de Alonso de deixar a F1 por não estar mais contente na categoria.

“Fernando tem 35 anos e já ganhou muito dinheiro, já correu bastante e adquiriu muita experiência. Ele se prepara a cada ano para disputar o título, mas não teve tal chance nos últimos anos. A F1 não é o que o define, mas ele já é uma lenda na categoria e tem todo o direito de deixá-la quando bem entender", completou.

compartilhar
comentários
Verstappen em pé de guerra com Ferrari: confira declarações
Artigo anterior

Verstappen em pé de guerra com Ferrari: confira declarações

Próximo artigo

Webber fala de brincadeira com Ricciardo no pódio

Webber fala de brincadeira com Ricciardo no pódio