Hamilton segue liderando ranking de salários da F1 após renovação; veja top 10

Verstappen passa a ser o segundo colocado após as movimentações de Vettel e Ricciardo, mas ainda recebe menos da metade que o heptacampeão

Hamilton segue liderando ranking de salários da F1 após renovação; veja top 10

Em 2021, a Fórmula 1 entra em uma nova era, com a introdução do teto orçamentário, com um valor inicial de $145 milhões (aproximadamente R$785 milhões). Além disso, a categoria vive uma realidade diferente da vista em anos anteriores, com o impacto econômico contínuo da pandemia. Mesmo assim, a grande mudança de pilotos no grid mexeu consideravelmente no ranking de salários da F1.

Um levantamento divulgado pelo jornal britânico The Sun revelou os dez maiores salários do grid para a temporada de 2021. Não surpreende que o contrato mais alto seja o de Lewis Hamilton. O britânico encerrou essa semana uma novela sobre a sua renovação com a Mercedes, acertando para apenas um ano.

Leia também:

Mas chama a atenção que houve uma redução em seu salário, em comparação com 2020. Enquanto no ano passado o heptacampeão ganhava £47 milhões (cerca de R$350 milhões), seu novo contrato trouxe uma redução para £40 milhões (R$300 milhões). A queda pode já ser um reflexo da implantação do teto orçamentário na F1.

E enquanto Sebastian Vettel e Daniel Ricciardo ocupavam a segunda e a terceira posições, respectivamente, em 2020, suas mudanças de equipes levaram a uma redução considerável em seus salários. Isso abriu caminho para que Max Verstappen passasse a ser o novo segundo colocado, mas ainda bem atrás de Hamilton. O piloto da Red Bull receberá neste ano um total de £18,2 milhões (R$135 milhões), menos da metade que o heptacampeão.

Completando o Top 3, temos dois pilotos empatados com o mesmo valor: Charles Leclerc e Daniel Ricciardo que recebem £10,2 milhões cada (R$76 milhões). Enquanto isso, Vettel, que tinha o segundo maior salário no ano passado, com £35 milhões (R$261 milhões) ocupa a quinta posição, com £7,28 milhões, equivalente a R$54 milhões. Esse é o mesmo valor que seu substituto na Ferrari, Carlos Sainz, receberá.

Fechando o Top 10, estão Fernando Alonso, Valtteri Bottas, Sergio Pérez e Kimi Raikkonen, com valores que variam entre £6,55 milhões e £3,64. Confira a tabela completa abaixo, considerando a cotação de 09/02/2021 da libra (£1 = R$7,47):

Piloto Equipe Salário (milhões de £) Salário (milhões de R$)
Lewis Hamilton Mercedes 40 298,64
Max Verstappen Red Bull 18,2 135,88
Charles Leclerc Ferrari 10,19 76,08
Daniel Ricciardo McLaren 10,19 76,08
Sebastian Vettel Aston Martin 7,28 54,35
Carlos Sainz Ferrari 7,28 54,35
Fernando Alonso Alpine 6,55 48,90
Valtteri Bottas Mercedes 5,82 43,45
Sergio Pérez Red Bull 4,37 32,63
Kimi Raikkonen Alfa Romeo 3,64 27,18

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

GUERRA nos bastidores, NOVA casa e VELHOS conhecidos: a ida da F1 da GLOBO para a BAND em 7 PONTOS

PODCAST: Bottas reagirá na Mercedes? Como compará-lo a Barrichello, Webber e cia?

 

compartilhar
comentários
F1: Brasil pode ser uma das pistas a receber teste de corridas sprint em 2021; votação será nesta semana

Artigo anterior

F1: Brasil pode ser uma das pistas a receber teste de corridas sprint em 2021; votação será nesta semana

Próximo artigo

F1: Magnussen descarta papel de substituto da Haas em 2021

F1: Magnussen descarta papel de substituto da Haas em 2021
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Redação Motorsport.com