Hamilton: "tentamos algo diferente, mas não deu muito certo"

Lewis Hamilton revela que tentou acerto diferente do usual para tentar quebrar sequência de poles de Nico Rosberg, mas abordagem acabou não funcionando; britânico aposta fichas na largada para brigar pela vitória

Hamilton: "tentamos algo diferente, mas não deu muito certo"
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 Team
Second place Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 Team
Polesitter Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 Team, second place Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 Team
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 Team
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W06

Lewis Hamilton vinha sendo sistematicamente batido por Nico Rosberg nas últimas classificações desta temporada e, para evitar a sexta pole consecutiva do companheiro de equipe, o campeão de 2015 tentou uma abordagem diferente em relação ao acerto do carro. Como se viu no treino classificatório em Yas Marina, a estratégia não deu certo e Rosberg larga na frente no GP de Abu Dhabi.

A mudança na abordagem tem origem nas reclamações de Hamilton, que tem alegado que desde as modificações feitas pela Mercedes no carro após o desastroso GP de Cingapura, o equilíbrio do carro não tem sido o mesmo.

"É algo relacionado ao equilíbrio do carro, que tem sido diferente de algumas corridas para cá. Dei o meu melhor, a equipe trabalhou duro para tentar contornar isso. Tentamos algo completamente diferente neste final de semana e… não deu muito certo", disse.

"Geralmente as coisas melhoram na corrida, tenho sofrido com o carro quando ando no limite. No começo das corridas me sinto mais confortável. Eu disse que faria mudanças para este final de semana, mas no fim não foi o suficiente. Preferia estar na pole, sem dúvida, mas Nico fez um grande trabalho", afirmou. 

Otimista para a corrida

Apesar de largar em segundo e ver Rosberg em grande fase, Hamilton acredita em uma boa largada o dará boas condições de brigar pela vitória em Yas Marina e terminar a temporada em alta. 

"Darei tudo de mim para largar bem amanhã. Vi muitas bandeiras da Grã-Bretanha aqui, tenho recebido muito apoio. Veremos o que posso fazer partindo da segunda posição. É complicado ultrapassar aqui, pois por mais que exista a zona de asa móvel na reta oposta, é impossível seguir de perto o carro da frente nas curvas 2 e 3", completou.

 

compartilhar
comentários
Em 16º, Vettel admite que Ferrari errou estratégia do treino

Artigo anterior

Em 16º, Vettel admite que Ferrari errou estratégia do treino

Próximo artigo

Oitavo no grid, Massa prevê "batalha intensa" na corrida

Oitavo no grid, Massa prevê "batalha intensa" na corrida
Carregar comentários