Hulkenberg se irrita com punição após acidente com Massa

Piloto alemão reclama que não foi ouvido antes de ser sancionado pela FIA; Felipe Massa culpa Hulk pelo choque

Hulkenberg se irrita com punição após acidente com Massa
Nico Hulkenberg, Sahara Force India F1
Nico Hulkenberg, Sahara Force India F1
Nico Hulkenberg, Sahara Force India F1 VJM08 e Felipe Massa, Williams FW37 se tocam na pista
Nico Hulkenberg, Sahara Force India F1 VJM08 e Felipe Massa, Williams FW37 se tocam na pista
Nico Hulkenberg, Sahara Force India F1 VJM08 e Felipe Massa, Williams FW37 se tocam na pista
Nico Hulkenberg, Sahara Force India F1 VJM08 e Felipe Massa, Williams FW37 se tocam na pista
Felipe Massa, Williams FW37

Após fazer sua primeira parada no GP de Cingapura, o brasileiro Felipe Massa saia dos pits enquanto Nico Hulkenberg vinha na pista com mais velocidade. Massa não quis deixar Hulk passar, enquanto que o alemão não freou para a Williams. O acidente foi inevitável.

Ainda durante a prova, os comissários da FIA deram ao alemão uma punição de três posições no grid para a próxima corrida, no Japão na próxima semana. Hulkenberg reclamou da atitude.

"Estou muito frustrado por duas razões, obviamente", disse Hulkenberg. "A corrida parecia promissora, então terminá-la tão cedo com este incidente é muito decepcionante e chato.”

"Eu estava no traçado normal de corrida e na frente para a curva 3. Ele estava saindo dos boxes e me tocou na parte de trás. É um pouco estranho, e não entendo também porque a punição foi dada de imediato e eles não quiseram sequer ouvir o meu ponto de vista.”

"Eu o vi saindo do pit lane e vi que estava na frente. Aí fui atingido por trás."

Massa discorda

Massa não viu o confronto da mesma maneira que o alemão, e pôs a culpa em Hulkenberg pelo acidente.

"Estava saindo dos boxes e estava por dentro na curva. Freei por dentro e ele freou por fora. Ele virou como se eu não estivesse lá e me bateu", reclamou Massa.

"Mesmo se ele ficasse por fora e me deixasse espaço, teria sido possível obter uma melhor tração e me ultrapassar na curva seguinte.”

"Não entendo por que ele bateu no meu carro. Com certeza foi um erro dele."

compartilhar
comentários
Alonso insiste que problemas da McLaren são “normais”

Artigo anterior

Alonso insiste que problemas da McLaren são “normais”

Próximo artigo

Invasor do GP de Cingapura é preso

Invasor do GP de Cingapura é preso
Carregar comentários